Conheça a história de “Órfãos da Terra, próxima novela da 18h da Rede Globo

A novela das seis da Globo será lançada em abril, segundo informações, a trama será histórica e poderia facilmente passar para o horário nobre, às 21h. Órfãos da Terra terá como foco algumas famílias de refugiados que moram na cidade de São Paulo, após escapar da guerra em seus países de origem, além disso, de discutir sobre o preconceito contra estrangeiros no Brasil.

História da Novela

A história começa com um bombardeio na cidade fictícia de Fardús Afetados pela guerra na Síria, a família Faiek, da qual Laila faz parte, foge para o Líbano. Para salvar seu irmão Kháled (Rodrigo Vidal), gravemente ferido, e conseguir o dinheiro de seu tratamento, a jovem Laila aceita o contrato de casamento proposto pelo sheik Aziz. No entanto, ela descobre que o irmão não resistiu à cirurgia logo após a cerimônia e decide fugir para São Paulo, onde tem parentes.

Continuando:

Diversas culturas, crenças, sonhos, sotaques e uma só nação, o Brasil. O casal Laila (Julia Dalavia) e Jamil (Renato Góes) desembarca no país para tentar viver o amor que os uniu ainda no Oriente Médio. Ela, uma refugiada. Ele, empregado de um poderoso sheik Aziz (Herson Capri), que tomou Laila, à força, como uma de suas esposas. Surpreendidos pela paixão e fugindo de uma nação em guerra, os dois unem forças para tornar esse amor possível. E o destino os leva para um país que tem por tradição o acolhimento e o convívio pacífico com as diferenças.

No pano de fundo dessa história de amor, o universo de pessoas de diversos lugares do mundo, refugiados de guerras, de conflitos políticos ou deslocados por razões econômicas ou acidentes naturais. A novela vai mostrar que essas pessoas vêm e continuam vindo para o Brasil para recomeçarem suas vidas, enfrentando muitas adversidades. Mas trazendo um patrimônio cultural que nos enriquece e constitui. Uma só ancestralidade vivendo sobre a mesma terra.

Na Síria, em um dia de alegria e de celebração para a família Faiek, Laila vê seu destino mudar repentinamente. Um bombardeio os atinge, transformando a vida de uma família estruturada e bem-sucedida em pesadelo. Com a casa em ruínas e a fictícia cidade de Fardús em guerra, a jovem estudante Laila e sua família – o pai Elias (Marco Ricca), a mãe Missade (Ana Cecília Costa) e o irmão Kháled (Rodrigo Vidal) – são forçados a deixar a Síria em direção ao Líbano, para fugir do conflito e ter a chance de tratar Khaled, gravemente ferido.

De posse do pouco que lhes restou, em dinheiro e pertences, os Faiek vão parar em um campo de refugiados, em Beirute, onde Laila cruza olhares com Jamil Zarif, que está no campo, acompanhando o patrão, o sheik Aziz Abdallah, em busca de mão de obra para suas empresas.

Mas, assim como Jamil, Aziz também se interessa por Laila e, acostumado a comprar tudo que deseja, oferece ao pai da jovem um contrato de casamento que pode salvar sua família da penúria. Elias recusa a proposta. Mas o estado de Kháled se agrava e Laila se oferece em sacrifício, em troca do tratamento do irmão. Contudo, logo após a cerimônia de casamento, a jovem fica sabendo que o irmão não resistiu à cirurgia. Laila, então, deixa a mansão do sheik na noite de núpcias, antes de o casamento ser consumado, reencontra a família e, com eles, traçam um plano de fuga para São Paulo, no Brasil, onde os Faiek têm parentes.

Sem saber que a esposa fugitiva do patrão é justamente a mulher por quem se apaixonou no campo de refugiados, Jamil é surpreendido por uma missão: embarcar num navio com destino ao Brasil e trazer de volta para Beirute a mulher que Aziz acredita ser sua propriedade. Antes, porém, de embarcar, Jamil descobre que essa mulher é a sua Laila. A paixão intensa e inesperada que une o casal é maior do que o compromisso que Jamil assumiu com Aziz: casar-se com a ardilosa Dalila (Alice Wegmann), a filha preferida de seu patrão.

“Com a história do casal protagonista, veremos como o amor tudo supera, rompendo fronteiras e unindo vidas. O grande tema dessa novela é a empatia”, afirma a autora Thelma Guedes. “Antes da guerra, esses personagens tinham uma estrutura familiar, financeira e social constituída, e que foi repentinamente destruída. Eles chegam em nosso país dispostos a começar um novo capítulo de suas vidas com uma esperança e entusiasmo que permeiam toda a trama”, complementa a autora Duca Rachid.

Sob o comando do diretor Gustavo Fernandéz, no início do mês de janeiro, a equipe da novela começou os trabalhos em Petrópolis, no Palácio Quitandinha, e na cidade do Rio de Janeiro, em bairros da Zona Norte e no centro da cidade. “É muito bom poder participar de um projeto que apresenta um texto consistente e núcleos tão diversos e ricos que vão exigir da direção atenção e cuidado para retratar toda essa pluralidade”, afirma Gustavo, que assina a sua primeira direção artística em Órfãos da Terra.

Os protagonistas Renato Góes, Júlia Dalávia, e os antagonistas Herson Capri e Alice Wegmann participaram das primeiras gravações, além de outros nomes do elenco, como Ana Cecília Costa, Marco Ricca, Letícia Sabatella, Bruno Cabrerizo, Alan Souza Lima, Kaysar Dadour, Darília Oliveira e Yasmin Garcez. As gravações da novela continuam em externas nas ruas de São Paulo e no porto de Santos.

Com estreia prevista para o primeiro semestre de 2019, a próxima novela das seis, Órfãos da Terra, é uma obra de Duca Rachid e Thelma Guedes, escrita com Dora Castellar, Aimar Labaki e Carolina Ziskind e com a colaboração de Cristina Biscaia. A novela tem direção artística de Gustavo Fernandéz, direção geral de André Câmara e direção de Pedro Peregrino, Alexandre Macedo e Lúcio Tavares.

Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e curta “Atitude E Visão” nas redes sociais.

Continue acessando!!

Comenta aí…

COMPARTILHE

Tem uma notícia? Quer divulgar seu trabalho ou a sua história? Envie Para Nosso E-MAIL

SIGA O ATITUDE E VISÃO NAS REDES SOCIAIS

Leia Também:

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

DESTAQUES:

Você não pode copiar o conteúdo desta página