Depilação em casa: é realmente seguro?

Há no mercado inúmeros cremes depilatórios, ceras e até equipamentos que prometem remover de vez os pêlos. Será que vale a pena?

A depilação em casa é, na maioria dos casos, uma maneira de poupar tempo e dinheiro. Antes de enveredar por esse caminho, é preciso saber quais são os métodos para tirar os pelinhos indesejados, e sempre ter em mente, que a forma mais segura e eficaz de resolver o problema é procurar um local especializado, como a Rede Pello Menos.

Os benefícios da utilização da cera são muitos. Ela deixa a pele mais lisa, ajuda a retirar células mortas, elimina os pelos pela raiz, além de fazê-los crescerem mais finos. Mas, para quem pretende fazer uso desse recurso em casa, é preciso tomar muito cuidado, principalmente com a versão quente. “Se utilizada de maneira incorreta, o produto pode queimar, machucar a pele e até mesmo causar alergias”, explica a fundadora e CEO da rede Pello Menos, Regina Jordão. “Além disso, a busca por uma depilação sem imprevistos ou complicações pode ser feita se forem tomadas as medidas preventivas de preparação da pele. Nesse caso, a melhor maneira é contar com profissionais capacitados”, comenta.

Sobre os equipamentos portáteis de laser ou luz pulsada, disponíveis no mercado e que prometem o fim dos pelos, Regina é enfática. “Diferentemente do que acreditam algumas pessoas, ou do que anunciam alguns aparelhos do mercado, não existe depilação feita de forma definitiva. Alguns métodos fazem com que os pelos demorem mais ou menos a crescer, como é o caso do laser e da cera respectivamente”, explica. Sobre o uso caseiro, a profissional explica que não é aconselhável. “O método em si já tem uma série de contraindicações e possui vários ajustes com relação aos diversos tipos de peles e, desta forma, é desaconselhável utilizar em casa. Para se ter uma ideia, as profissionais que atuam em institutos de depilação precisam ser dermatologistas, fisioterapeutas ou biomédicas”, completa.

Já em relação aos cremes depilatórios, a dica da CEO é se atentar ao tipo e finalidade do produto. “O ideal é que eles não tenham álcool em sua composição ou químicas para não causar algum tipo de irritação durante a depilação. Cremes para esfoliação são os mais recomendados para o pré-depilatório, pois auxiliam de forma mais fácil a remoção dos pelos, ajudando a doer menos. Para o pós, cremes com extratos de camomila e refrescantes auxiliam no fechamento dos poros, evitando, assim, as irritações”, acrescenta.

Gostou dessas informações? Comente e diga o que achou! Acompanhe o nosso site para continuar vendo artigos como este

SIGA O ATITUDE E VISÃO NAS REDES SOCIAIS

Leia Também:

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

DESTAQUES:

Você não pode copiar o conteúdo desta página