Divulgação
Gostou? Compartilhe

Cantora fala sobre o feminejo e sua carreira; exposição “Viva Gugu” homenageia o ícone da TV, Gugu Liberato

O Portal Festanejo, site de notícias do mundo sertanejo, entrevistou com exclusividade a cantora e compositora, Camilla Castro, nova aposta do cenário musical. Durante o bate-papo, a artista falou sobre o seu começo de carreira, a importância do movimento “feminejo”, a colaboração com Paula Mattos, conhecida pelos amantes do estilo, e os planos para o próximo ano.

“A mulher sempre participou do sertanejo. Mas eu vejo que nos últimos tempos essa participação é extremamente expressiva, e isso é maravilhoso. É a opinião feminina nas canções. Hoje, a gente tem muito mais representatividade”, declarou a intérprete.

Inspirada por ídolos como o Tião Carreiro, Camilla começou a cantar profissionalmente em 2011. No ano seguinte, lançou o primeiro álbum e logo emplacou na novela BALACOBACO, da RecordTV, as trilhas “Vem Ser Meu” e “Se Bater Saudade”. Há alguns anos, foi eleita a “A cantora mais bela do sertanejo”, em enquete do portal R7.

Arte Cesar Guedes

O Festanejo traz ainda, em parceria com o site HQMix, a exposição “Viva Gugu”, onde diversos desenhistas fazem uma homenagem a Gugu Liberato, falecido no dia 29 de novembro de 2019. De extrema importância na história da televisão brasileira, o apresentador também teve papel crucial no crescimento da cena sertaneja, ao liderar o programa “Sabadão Sertanejo”. O trabalho de Augusto Liberato foi fonte de inspiração para os milhares de desenhistas em todo o Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.