Fake news que rodeiam o relacionamento sugar

O que há de verdade e de mentira na relação sugar

Atraindo cada vez mais adeptos – já passam de um milhão na plataforma Meu Patrocínio -, o relacionamento sugar segue gerando polêmica e, em tempos de fake news, não poderia ser diferente. Fugindo dos padrões tradicionais e facilmente aceitos, este tipo de relação é um campo fértil para inverdades e preconceitos. Chega a ser natural imaginar que a figura de um Sugar Daddy (ou de uma Sugar Mommy) em busca de um (a) jovem Baby, atraente e ambicioso, para um relacionamento transparente, com objetivos alinhados desde o início, gere controvérsias e falsas impressões de todos os tipos. Uma análise crítica a respeito do que acontece no mundo sugar desfaz generalizações apressadas e superficiais.

Para começar, os personagens envolvidos são rotulados como aproveitadores, de ambos os lados. O que acontece é que ninguém usa ninguém. Por conceito e para dar certo, a relação sugar deve ser mutuamente benéfica. Os parceiros sabem o que querem e o que podem esperar um do outro, as expectativas partem de premissas claras para evitar futuras decepções e abusos.

Daddies e Mommies de idade avançada, feios e pouco atraentes. Regra geral, daddies e mommies são pessoas maduras, bem-sucedidas, charmosas e que se preocupam da saúde física e mental. Têm uma cabeça mais aberta para experimentar outro tipo de relação pois, pela vivência, já conhecem aquilo que dá ou não certo.

LEIA TAMBÉM:  Bruna Perdigão faz sucesso com suas receitas e histórias no Instagram

No site do Meu Patrocínio, 28% dos daddies estão na faixa dos 30 aos 36 anos, fato que derruba o preconceito com relação à idade.
Jovens Babies lindas, de pouca instrução e fúteis por natureza. Fake. A maioria das (os) babies tem idade em torno dos 26 anos e 85% estão cursando ou têm formação universitária, pós-graduação e até doutorado. A figura de um “mentor” para estes casos tem o importante papel de representar uma forte influência para apoio nos estudos, networking e realização de metas profissionais.

LEIA TAMBÉM:  Laura Pessoa estreia no musical ‘O Novo Alladin’

Sempre há sexo envolvido.Não necessariamente. Os acordos pré-definidos entre os parceiros estabelecerão os desejos, de modo consentido e combinado. Os encontros acontecem baseados na afinidade e, como em qualquer outra relação, o sexo, não obrigatório, pode levar um tempo para acontecer.

Por mais inacreditável que possa parecer, algumas relações sugar estão fundamentadas na troca de experiências e de companheirismo, sem sexo.

E, por último, acreditar que as relações sugar não prosperam é um grande engano. Muito pelo contrário. Baseadas na transparência absoluta de sentimentos e objetivos, as chances de dar certo são muito maiores, já que os parceiros abrem mão de joguinhos com interesses ocultos. Os acordos não excluem o sentimento, a afetividade, e não são formulados apenas visando vantagens financeiras. A evolução do relacionamento dependerá da conexão entre os parceiros. O Meu Patrocínio registra inúmeras histórias de sucesso, de grandes paixões, casamentos e formação de família.

LEIA TAMBÉM:  Ana Eliza Bussolo marca presença na Festa da Tainha em Floripa

A relação sugar pode ser diferente no conceito, mas, ao envolver duas pessoas com sentimentos e inseguranças, tais como as outras relações consideradas dentro de padrões normais, geram a mesma ansiedade, promovem as conversas cotidianas e programas normais de namorados. Daddies, Mommies e Babies também querem encontrar a felicidade, de um jeito diferente, mas querem.

Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e curta “Atitude E Visão” nas redes sociais

Deixe sua opinião abaixo! Super Beijo!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.