Final A Vida da Gente: Eva zomba de ‘fígado podre’ de Manuela e deixa Iná indignada

Publicidade

Eva (Ana Beatriz Nogueira) continuará a atacar Manuela (Marjorie Estiano) e baterá novamente na tecla de que o fígado da moça não está em boas condições em A Vida da Gente (Globo), porém ela ouvirá poucas e boas de Iná (Nicette Bruno) por maltratar a jovem mais uma vez.

“É impressionante. O tempo todo eu avisei que a saúde da Manuela era frágil, sempre foi, mas eu não posso falar nada porque eu passo a ser a errada, a má, a maledicente”, reclamará Eva. “Pelo amor de Deus, não é hora disso! Fora que não é nada de saúde. Eles estão lá agora fechando. É possível que seja uma questão de anatomia, mas vamos encurtar a conversa. Eu vim atrás de você porque talvez a Manuela não possa e você precise doar”, revelará Iná. “Ah, entendi. Primeiro, vocês me escorraçam, depois quando veem que eu tenho razão, vêm todos atrás de mim com o rabinho abanando. Peraí, onde é que você vai? Eu não acabei. Virou moda todo mundo me deixar falando sozinha?”, questionará a megera, ao ver a mãe lhe virar as costas.

Iná perderá de vez a paciência e não medirá palavras para dar um sermão em Eva, “Moda ou não, é como você vai acabar. Sabe por quê? Você é tão profundamente solitária, tem tanto medo de se abrir para as pessoas”, disparará a cartomante. “Me desculpa, mamãe, hoje eu não estou para autoajuda. A minha conversa agora é com os médicos”, acrescentará a perua, que levará uma invertida da idosa.

“Engano seu, a sua conversa agora é comigo! E mesmo que seja a última, você vai me ouvir. Desde pequena, eu percebi em você essa insegurança. Por mais que eu fizesse, nada dava conta. Você queria tudo mais caro. Hoje, eu me pergunto se a vida ter te dado uma filha imperfeita não foi um modo de ela querer te iluminar, fazer você entender que a perfeição e a imperfeição são faces da mesma moeda”, dirá a veterana.

Eva chegará a fazer menção para sair, porém Iná irá segurá-la pelo braço, “Você vai ter que ouvir o que eu tenho para dizer. Quando a Manuela nasceu, teve um problema e puxava da perna. Ok, mas hoje você tem defeitos muito mais graves. Defeitos da alma. Imperfeições seríssimas, mas, mesmo assim, eu nunca rejeitei você. Eu nunca deixei de te amar”, concluirá a avó de Ana (Fernanda Vasconcellos).

SIGA O ATITUDE E VISÃO NAS REDES SOCIAIS

Notícias Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Também

Instagram

Você não pode copiar o conteúdo desta página