Gostou? Compartilhe

No último capítulo da novela Ouro Verde , Miguel (Luís Esparteiro) vai tentar matar Jorge (Diogo Morgado), por puro ódio e vingança.

No hospital, Bia (Joana de Verona) recebe um vídeo no celular e fica petrificada no momento em que Miguel mata Otelo (Nuno Homem de Sá), chorando, ela tenta se acalmar e entra no quarto de Jorge. Em seguida, a ambientalista diz ao noivo que ele não pode pôr o vídeo na Internet porque Miguel, Otelo e Maria Teresa (Isabel Medina) são seres desprezíveis.

Jorge diz que Maria Teresa, tal como ele, só quis vingança. Bia não percebe como ele foi capaz de planear aquilo, quando podia simplesmente ter pedido a Josildo (Eduardo Gaspar) para acabar com Otelo. Jorge diz que era a única forma de conseguir uma confissão de Miguel, levando Bia a sair do quarto chorando. Em seguida, vai até o pai.

Miguel diz à filha que está farto de ser alvo das invenções da família, mas ela revela que soube de tudo diretamente por ele, do assassinato dos Magalhães até à morte de Otelo, deixando-o gelado. O banqueiro fica furioso por Jorge ter contado e alega que foi ele quem armou tudo, mas Bia conta que foi tudo filmado. Miguel fica em pânico, mas diz que isso nunca será aceito no tribunal.

Bia revela ainda a Miguel que os documentos que o incriminavam também apareceram e que ele vai apodrecer na prisão. A ambientalista sai, deixando o pai furioso, que destrói tudo à sua volta

Momentos depois, o banqueiro avança pelo corredor do hospital em direção ao quarto de Jorge. O Monforte dorme de forma agitada, sonhando com o momento em que encontra a sua família morta e com a confissão de Otelo. Miguel entra no quarto certificando-se que não é visto, calça umas luvas, pega numa almofada e dirige-se para Jorge. O corredor do hospital está deserto e em silêncio total. Miguel tenta sufocar o genro com uma almofada, mas Jorge debate-se e tenta libertar-se. Enquanto isto, Lúcio cruza-se com a enfermeira Anabela e pergunta-lhe qual é o quarto de Jorge. Miguel continua a sufocar o Monforte, que, por fim, consegue atingir o banqueiro com um tabuleiro, mas cai da cama, fazendo um grande ruído.

Lúcio (Vítor Andrade) ouve o estrondo e corre pelo corredor de pistola em punho. O pai de Tomás (Pedro Carvalho) continua a tentar estrangular o genro e Lúcio entra, apontando a arma a Miguel. O banqueiro empurra Jorge para cima do inspetor, fazendo cair ambos, e foge.

Lúcio levanta-se e vai atrás de Miguel. O polícia corre pelo corredor em direção à saída e quase derruba a enfermeira Anabela. Lúcio grita-lhe para que vá ver Jorge. Enquanto isto, Miguel sai a correr do hospital e põe-se em fuga no carro. Lúcio ainda corre atrás do carro, mas acaba por desistir e liga para a PJ a comunicar a tentativa de homicídio e fuga. Tiago vê Lúcio e fica sabendo que o pai de Bia tentou matar Jorge, o que o faz ir para dentro do hospital.

Tiago pede à enfermeira Anabela que o deixe a sós com Jorge, mas, assim que ela sai, Lúcio entra. O médico quer saber o que se passou e Jorge diz que Miguel entrou no quarto e tentou sufocá-lo com uma almofada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.