Gostou? Compartilhe

“Não Sou + Eu” fala de transformações em tempos de pandemia

No momento em que o mundo se depara com uma pandemia e enfrenta uma das maiores crises de saúde e social já vistas na história da humanidade, tivemos que refletir sobre nós mesmos, e muitos de nós concluímos que seria preciso mudar. E mudamos, nos transformamos, não somos mais os mesmos.

É sobre esse cenário e sobre transformação que fala o novo vídeo clipe de GAAB. O lançamento de “Não Sou + Eu” acontece logo após a live que o cantor promove nessa quarta-feira, 10, às 18hs, no seu canal do YouTube em um clima intimista. Já o clipe foi gravado antes do decreto da quarentena e inspirado nos ‘lockdowns’ que aconteceram no mundo, antes mesmo do Brasil descobrir que a COVID-19 era uma ameaça real.

Tocado por relatos de amigos, de diversos lugares do mundo, GAAB considerou sua canção uma antevisão, porque a canção já tratava de temas como anticorpos, imunidade, e do “vírus da solidão”.

Ver a primeira imagem internacional de uma pessoa usando máscara, ainda em fevereiro, fez GAAB se inspirar na poesia urbana e imagens, em torno de uma canção gravada por ele no ano passado, que traz uma mensagem que promete atravessar gerações.

“Eu tenho amigos nos EUA, Portugal, Itália. Enquanto a gente pulava carnaval, as pessoas já estavam de máscara há muito tempo, mas achávamos que assim como tantas outras pragas, essa não chegaria ao Brasil. Porém, da noite pro dia começamos essa terceira guerra mundial contra o invisível, onde deixamos instantaneamente de sermos o que somos, e o inimigo passou a ser o abraço” diz GAAB. “A música já existia, mas me conectou ao momento, me entristeceu, mas me inspirou”, completa.

O roteiro do clipe apresenta esse homem solitário, que vaga em uma São Paulo amedrontada por uma pandemia moderna e fatal.

“A tristeza que nos tomou com as notícias das primeiras mortes no mundo, fez com que tivéssemos a necessidade de nos livrar de tudo o que era tóxico de dentro nós, começar a fazer parte da limpeza que está acontecendo na humanidade, esse foi o gatilho da nossa criação”, diz GAAB.

O filme foi criado pelo diretor e roteirista Rodrigo Pitta, parceiro de GAAB em clipes musicais, e diretor artístico por trás de obras, vídeos e espetáculos de artistas como Anitta, Preta Gil, Luisa Sonza, Johnny Hooker, Gloria Groove, Seu Jorge, entre outros.

Cantor GAAB apoia movimento que coloca moradores de comunidades carentes como protagonistas

“Mesmo à distância, acompanhei as filmagens através de chamadas de vídeo, conseguimos criar um clipe sobre um momento particular:  o silêncio urbano. Profundo e até visível, através das únicas pessoas que estavam nas ruas, ou o som dos poucos veículos públicos que circulavam naquela triste manhã de domingo em São Paulo”, diz o diretor que também é criador e diretor responsável pela série Alta Sociedade Baixa, em cartaz no Instagram. A Instasérie, foi filmada remotamente durante a pandemia com grandes nomes do cinema, TV, música e internet. “Os tempos mudaram, antecipamos o futuro”, completa.

Com equipe reduzida, GAAB saiu em uma madrugada de fevereiro, acompanhado do diretor de fotografia Arnaldo Mesquita e um produtor assistente, para filmar as imagens que passam por pontos emblemáticos da cidade de São Paulo, como Viaduto do Chá, Santa Efigênia, Avenida Paulista, MASP, Consolação, Minhocão e Bom Retiro.

O clipe foi produzido pelo coletivo de entretenimento TEAM O! com sedes no Rio de Janeiro e Los Angeles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.