Gaê lança webdocumentário “Amor e o Tempo” e levanta reflexão sobre sexualidade homoafetiva na terceira idade

Publicidade

O artista brasiliense Gaê lança hoje, 7, o webdocumentário “Amor e o Tempo” que, com o apoio da ONG Eternamente Sou, traz entrevistas com LGBTs que contam sobre suas juventudes em um tempo em que a sexualidade não-normativa era – ainda mais – reprimida e o reflexo dessa época na vivência de seus afetos hoje em dia.

O filme abre uma janela para a sexualidade na terceira idade como uma realidade que também permite outras possibilidades no amor e no sexo para além da heterossexualidade.

“Por mais válida que seja a referência a qualquer assunto nas artes, precisamos ter o cuidado de garantir a representatividade nas pautas, dando espaço às pessoas que o vivenciam se expressem, se não na arte, pelo menos junto à arte. Nesse webdocumentário quis trazer para o tema um olhar não só romantizado na arte – porque sempre é ficcional – mas também um olhar mais documental da realidade dessas pessoas para ajudar a criar um panorama ainda mais diverso sobre o assunto”, conta Gaê.

Assista ao webdocumentário:

Entre mulheres lésbicas e homens gays, o alinhavar dessas histórias revela contrastes e semelhanças que nos ajudam a pensar o futuro que estamos criando para jovens LGBT hoje e urgem para a importância de se conectar às gerações anteriores com a atual.

Recentemente, Gaê lançou “Onde Está A Estrela?”, com participação do artista mineiro Bemti. A faixa ganhou videoclipe que retrata um amor proibido no século XIX. Assista clicando aqui.

SIGA O ATITUDE E VISÃO NAS REDES SOCIAIS

Notícias Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Também

Instagram

Você não pode copiar o conteúdo desta página