Jovens buscam “patrocínio” para seguir com os estudos

Beleza não dura para sempre, estudar é preciso!

Pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que o nível de instrução é o fator que irá determinar a futura renda. Quem tem ensino superior completo chega a receber um salário três vezes maior do que aquele que só concluiu o ensino médio. Entretanto, a crise econômica acabou afetando os jovens que têm como objetivo uma formação universitária para se qualificar no mercado de trabalho.

Muitos estudantes, por falta de condições financeiras, abandonam os estudos e outros buscam alternativas para reverter a situação sem abrir mão dos projetos de formação acadêmica e de carreira. Assim como constatado em outros países em épocas de crise, o site de relacionamentos Meu Patrocínio registrou um crescimento de cadastros de sugar babies da acima de 50% nos últimos quatro anos. Homens e mulheres – jovens atraentes, ambiciosos e com objetivos claros de vida pessoal e profissional – vislumbram na figura de um “provedor”, sugar daddies ou sugar mommies, pessoas maduras e bem-sucedidas, uma alternativa para não adiar os sonhos de uma educação de qualidade e de um diploma. Como o tipo de relação proposta pelo estilo sugar envolve a transparência e o alinhamento de objetivos, fica claro desde o início o que o jovem espera deste “provedor”, uma renda suplementar que possa, dentre outras coisas, para a maioria, garantir a continuidade de sua formação.

Entre os mais de um milhão de babies usuários do site, 162 mil são estudantes universitários, com uma média de 23 anos de idade, em plena fase de investimento nos estudos e cientes de que só a beleza não basta para as conquistas pessoais e profissionais. Para o pagamento das mensalidades, ou material de estudo, o apoio financeiro fornecido pelo “provedor” proporciona a tranquilidade para quem precisa, neste momento da vida, dedicar-se a aprender e evoluir culturalmente.

Jennifer Lobo, fundadora e CEO da plataforma Meu Patrocínio, considera que “os jovens sabem bem o que querem, principalmente em termos materiais e de carreira. Estudo é fundamental. Esta geração está apta a utilizar os recursos disponíveis para conseguir os seus objetivos. Babies, daddies e momies são honestos com relação às expectativas, cumprem o que foi estabelecido, beneficiando-se mutuamente. Assim, universitários têm conseguido se formar, fazer cursos de especialização, aprendido um novo idioma. Quando encontram o seu provedor, acabam estimulando outros a fazer a mesma coisa”.

Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e curta “Atitude E Visão” nas redes sociais

SIGA O ATITUDE E VISÃO NAS REDES SOCIAIS

Leia Também:

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

DESTAQUES:

Você não pode copiar o conteúdo desta página