A valorização do herói e a complexidade da alma humana, como assuntos presentes no imaginário das crianças e adolescentes, norteiam os contos do Livro Histórias que eu gosto de contar, da escritora Cléo Busatto. A coletânea apresenta sete narrativas originárias da literatura oral de diferentes povos e origens.

“Este projeto permite a consciência e aceitação do acervo mito-poético de um povo, do olhar transcultural que perpassa suas criações, e promove uma cultura de paz. A escolha por contos populares reforça a ideia da literatura como um espaço de prazer e crescimento pessoal”, explica a autora.

Segundo Cléo, a proposta é também agregar forças aos movimentos que estimulam a produção e promoção do texto literário. “A escolha dos contos sensibiliza o sujeito para a leitura de si e do mundo e promove a ampliação da consciência pessoal pelos conceitos de multiplicidade cultural e alteridade”, avalia.

Como contadora de histórias, Cléo privilegiou contos desconhecidos das crianças para colaborar com a construção de conhecimento sobre a literatura universal. As oito fadas (Coréia do Norte), Flor da Lua (Japão), Elal, o criador dos Tehuelches (Argentina),  Kintu e Nambi (Uganda), O gigante que não podia morrer (Brasil), Paulino, o destemido (Itália) e Os sete corvos (Alemanha) integram a seleção.

As narrativas contemplam temas como bullying, adoção, relações familiares e relacionamentos sociais e, assim, promovem a compreensão de valores como a lealdade, a confiança e a solidariedade. À medida que apresentamos à criança argumentos poéticos que desestabilizam a crença de um único olhar do homem para si, para o outro e para o mundo, contribuímos também para uma educação pela paz”, finaliza.

Livro “A Fofa do Terceiro Andar”

Ficha Técnica
Título: Histórias que eu gosto de contar
Autora: Cléo Busatto
Editora: CLB Produções
ISBN: 978-8564676046
Formato: 14 x 21 cm
Páginas: 95 páginas
Link de compra

Sinopse:
O livro é uma coletânea de recontos de narrativas de tradição oral. Ele cumpre uma função multidirecionada: falar a leitores, a contadores, a professores, a mediadores e agentes de leitura, a pais e a todos que se interessem por contos de culturas diversas, porque nelas convivem vozes e sentidos a enriquecer repertórios e imaginação.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.