Luzia decide se  entregar à polícia em Segundo Sol

Publicidade

Em Segundo Sol, Luzia (Giovanna Antonelli) se cansa da vida de fugitiva, e decide se entregar à polícia. Mas Beto (Emílio Dantas) irá tentar reverter a situação indo em busca do homem que, lá no passado, testemunhou contra sua amada a pedido de Laureta (Adriana Esteves),  e conversará com o moço para falar a verdade do que realmente aconteceu quando Edilei (Paulo Borges) morreu.

Claro, Laureta, ficará furiosa, e  não gosta nada da ideia de ser desmascarada e logo manda Galdino (Narcival Rubens) matar a testemunha, mas  Beto e Ícaro (Chay Suede) consegue salvá-lo.

Enquanto isso, a advogada de Luzia a alerta,  falando que ela precisa revelar sua verdadeira identidade para poder inocentá-la com seu testemunho no julgamento, a ex-marisqueira decidi revelar que está viva, e Beto Falcão tambem revela seu segredo, ou seja a farsa da sua morte.

“A gente não pode sustentar a verdade se eu continuar mentindo, meu amor. Eu tenho que aparecer“, explica Beto à relutante Luzia.

Depois de reviravoltas a namorada de Beto Falcão fica livre da culpa durante o julgamento no qual o cantor admite ter forjado a própria morte.

E mais Agenor é demitido após sabotar comida de Nice.

Agenor vai colocar um vidro de dendê na panela que Nice estará cozinhando no restaurante e pego no flagra por Cacau:

“Eu sempre desconfiei… Mas agora eu tenho certeza! Foi o senhor, quando dona Nice começou a trabalhar aqui, que salgou a comida que ela fez, não foi? O senhor nunca quis que ela viesse trabalhar aqui, tentou impedir de todas as maneiras, me deu um monte de desculpas, porque isso, seu Agenor? Porque quer destruir o trabalho de sua mulher? É inveja do talento dela? Despeito porque dona Nice é uma pessoa querida por todos?”, questionará a dona do restaurante, demitindo o funcionário.

Quando Nice chega em casa, ficará desconfiada ao ser bem recebida pelo o marido.

“Eu sei que errei, Nice, errei muito. Acho que já nasci errado. Mas não quero perder você, eu posso mudar, melhorar. Se você não me deixar tentar, não me ajudar, nunca vai saber… Eu quero ser um bom marido pra você, um bom pai pras meninas… Fui um idiota a vida toda, fui burro de não ver o valor de minha família, de não ver seu valor, Nice…”, falará o homem.

“E de uma hora pra outra deu uma luz em sua cabeça?”, indagará Nice.

“Acho que foi a solidão, eu nunca parei, sempre pra lá e pra cá preocupado com tudo, as contas, as menina, você… nunca pensei, só trabalhei, trabalhei, me cobrando de ser um bom chefe de família, mas agora, o quê que eu tenho? Nada! E essas crianças que vem aí, nossos netos… não quero saber deles só de ouvir falar… Tô pedindo uma segunda chance, Nice, só isso…”, responderá Agenor.

O Machista pedirá para a esposa conversar com Cacau. “Peça a ela que reconsidere, que um homem só pode ter dignidade se tiver um emprego e uma família. Faça isso por nosso futuro!”, dirá Agenor, se mostrando emocionado em uma farsa.

SIGA O ATITUDE E VISÃO NAS REDES SOCIAIS

Notícias Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Também

Instagram

Você não pode copiar o conteúdo desta página