Mito ou verdade: Saúde bucal durante gravidez

No mês das mães entenda o que é fato e que é boato

Quem nunca ouviu falar ou teve um parente ou vizinha ou amiga da amiga que perdeu ou “estragou” todos os dentes durante o período da gravidez? Isso acontece mesmo? Denis Panhota, da JP Odonto esclarece o que é mito e o que é verdade nesse “dito popular”.

Gengivite pode induzir parto prematuro? Verdade! As bactérias decorrentes da inflamação percorrem a corrente sanguínea e se fixam no líquido amniótico e na placenta. O corpo da mãe entende que precisa salvar o bebê e adianta o trabalho de parto.

Não posso tratar problemas dentários estando grávida? Mito! O não tratamento pode gerar mais riscos do que o tratamento. Claro que é preciso avaliar bem a gestante e levar em conta seu histórico e hábitos para decidir se daremos início ou não ao tratamento. Raio X, por exemplo, não é recomendado no primeiro e terceiro trimestre da gravidez. A Anamnese nesse caso é muito importante.

LEIA TAMBÉM:  Congelamento de óvulos: uma opção para quem deseja engravidar mais tarde

Visitar o dentista periodicamente é de fundamental importância para saúde da mãe e do bebê. “O ministério da Saúde recomenda que a gestante marque consultas já no pré-natal para prevenção uma vez que a gravidez está relacionada a várias mudanças no corpo e, algumas delas podem afetar os dentes, gengivas e língua”, conclui Denis Panhota.Mito ou verdade: Saúde bucal durante gravidez.

LEIA TAMBÉM:  Como cuidar da pele no inverno? Dermatologista responde!

Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e curta “Atitude E Visão” nas redes sociais