Oito dicas para blindar o cérebro de pensamentos negativos

Segundo a psicóloga especialista em Prosperidade, Fernanda Tochetto, o que comunicamos à mente tem muita influência nos comportamentos e, consequentemente, em performances e resultados

Qualquer pessoa que já se propôs um objetivo chegou a duvidar de si mesma no meio do caminho. Não é raro que durante o processo, medos e angústias invadam a cabeça de quem imagina estar tão próximo de realizar um sonho de vida. Conforme a psicóloga especialista em Prosperidade, Fernanda Tochetto, nossos pensamentos e o que comunicamos ao nosso cérebro têm muita influência nos comportamentos, atitudes e, consequentemente, nas performances e resultados.

Em outras palavras, pensamentos negativos podem atrapalhar e devem ser evitados. Nesse sentido, a psicóloga indica oito atitudes que as pessoas devem tomar com o objetivo de blindar o cérebro de pensamentos inoportunos, que não contribuem em nada para o resultado almejado.

Em primeiro lugar, é importante encarar de frente os empecilhos que eventualmente surjam na trajetória. Assim, faz-se necessário dar um basta nas reclamações e as lamentações e focar na superação dos obstáculos. “Eu vejo muitas pessoas remoendo problemas com olhos voltados para o que já passou. Mas você não vai mudar o que já se instalou. Foque, então, na solução deste problema no presente, buscando aquilo que vai trazer o resultado esperado, impactando positivamente”, explica Tochetto.

A segunda dica sugerida pela psicóloga especialista em Prosperidade é evitar com que mais informações negativas venham a se somar aos pensamentos que já lhe atormentam a vida. Elas podem vir da televisão, do rádio, da internet, de um grupo de amigos. “Reflita sobre onde você está inserido e evite o que possa lhe transmitir informações negativas. Pare de procurar aquilo que não contribua para o seu crescimento profissional e pessoal”, diz.

Se como diz o ditado mente vazia é oficina do diabo, procure mantê-la ocupada. Essa é a terceira atitude que se deve ter a fim de blindar o cérebro de pensamentos negativos. “Leia um livro, assista a um filme que agregue novos conhecimentos, ouça pessoas inteligentes, cerque-se de tudo o que efetivamente pode colaborar para o seu desenvolvimento”, aconselha Tochetto.

LEIA TAMBÉM:  10 dicas para escolher a melhor pasta de dente

A quarta dica sugerida pela psicóloga está muito relacionada com a primeira, no sentido de que, diante de obstáculos e erros cometidos, as pessoas não devem ficar apenas remoendo e se lamentando. “Um trauma deve ser usado como um grande aprendizado para acelerar novas conquistas”, diz Tochetto, orientando que as pessoas a se questionarem a respeito do que podem extrair de positivo de tal situação. “Sempre se pergunte: o que eu não quero repetir? O que eu vou fazer diferente da próxima vez? E pense e aja a partir disso”, afirma.

Afastar informações negativas não é suficiente para bloquear os pensamentos inoportunos, é preciso também preencher a mente com ideias positivas. Trata-se da quinta atitude. “O piloto automático nos leva a olhar para o negativo o tempo todo, então direcione o seu radar para o que de bom acontece com você”, diz Toquetto. Segundo a psicóloga, as coisas positivas estão embrenhadas no mundo, ocorrendo ao redor e bem próximas a todos, mas porque as pessoas, costumeiramente, debruçam-se sobre os aspectos negativos, acabam não prestando atenção a elas e não as absorvendo.

LEIA TAMBÉM:  10 dicas para comer bem e barato

Como forma de se ater aos episódios mais construtivos, Tochetto sugere como sexta dica o exercício da gratidão. “Seja profundamente grato por tudo o que lhe acontece, do ar que você respira a tudo que já conquistou, pelo apoio, dedicação, compromisso e parceria das pessoas importantes para a sua vida. Quem pratica a gratidão de verdade se blinda da inferioridade e da inconsistência”, enfatiza. Conforme a psicóloga, ao ser grata e demonstrar tal qualidade, a pessoa acaba por sentir-se melhor consigo mesma.

Outra atitude poderosa é limpar a mente, desconectando-a do que a desfoca dos objetivos a serem alcançados. Por isso, segundo Tochetto, a necessidade de aprender a respirar e ligar-se mentalmente com o presente: o aqui e o agora. “A respiração e a meditação certamente serão de grande auxílio para que você se concentre no que realmente interessa, livre-se da influência do ambiente externo e se ponha no controle do que quer sentir, pensar e fazer”, afirma a psicóloga.

Para coroar sua lista, a psicóloga sugere uma dica simples, mas eficaz: ouvir música. “Quando não estiver conseguindo se concentrar em suas tarefas e pensamentos negativos se aproximarem, coloque os fones de ouvido e ouça música, prestando bastante atenção na letra da canção. Certamente, você irá desfocar de ideias contraproducentes”, assegura.

LEIA TAMBÉM:  Cinco dicas para usar salto alto e evitar problemas nos pés

De acordo com Tochetto, ninguém nasce para fracassar e viver de escassez. “Todos merecemos uma vida de abundância e de realização”, destaca. Dessa forma, é importante que a pessoa encontre os obstáculos mentais que a impedem de ser bem-sucedida. “Realmente podemos programar a nossa mente e construir o resultado que idealizamos. Mude suas atitudes através de seus pensamentos. Acredite e faça diferente.”, conclui.

Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e curta “Atitude E Visão” nas redes sociais

Você Também Pode Gostar:

COMENTAR:

Published By: RONNIE

Escrevo sobre a vida, curiosidades, entre outros assuntos.Amante de novelas, livros  e séries.Fã da web.Também sou apaixonado por tecnologia e amo escrever.Me encontre no Instagram @ronniemartyns

Deixe sua opinião abaixo! Super Beijo!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.