Os Cinco Tipos de Traição

Dados da Ashley Madison revelam os diferentes tipos de adúlteros e descobrem por que eles fazem isso

Como impressões digitais de infidelidade, as traições são únicas em sua natureza, mas eles podem ser categorizados. É por isso que o Ashleymadison.com, o principal site de relacionamentos extraconjugais do mundo, realizou uma pesquisa com seus usuários para entender mais sobre os tipos de casos e a motivação por trás deles. Os resultados mostram que a maioria desses membros consideram-se aventureiros procurando seguir um sentimento e muito poucos usam a infidelidade como forma de acabar o casamento.

Enquanto 91% dos adúlteros acham que estão traindo por uma conexão física, isso não significa que todos os casos são do mesmo tipo. Mais de um terço (34%) de todos que traem fazem por conexões emocionais, e há uma variedade de outras maneiras que levam alguém a ter um caso.

Os cinco tipos de traição

“Não há dois casos extraconjugais idênticos, mas podemos certamente isolar as principais motivações para procurar relações fora do casamento”, afirma a Dra. Tammy Nelson, terapeuta sexual e autora de When You’re The One Who Cheats: Ten Things You Need To Know. “Muitos casais com quem trabalhei ao longo dos anos usaram seus casos como uma maneira de acrescentar novidade à sua vida, e não abandonar o casamento.”

LEIA TAMBÉM:  Relacionamento casual pode se tornar um vício?

A Dra. Nelson divide esses diferentes tipos de relacionamentos nas seguintes categorias:

O super-herói
Um caso estilo super-herói é aquele em que uma ou ambas as partes assumem uma nova persona que as faz sentir-se fortalecidas e lhes dão um novo senso de controle. Saber pouco sobre o parceiro de um caso dá aos adúlteros a chance de se passar por esse novo papel mais desejável de si mesmos.

O empurrãozinho
O empurrãozinho é um caso em que o adúltero espera ser pego em flagrante para que possa sair de seu relacionamento.

O despertador
Alguém com o perfil de despertador espera que sua atitude distante e comportamento estranho seja notado por seu parceiro. Como o nome sugere, esse perfil é um aviso para o parceiro do adúltero tratá-los melhor.

O oportunista
Um caso estilo oportunista é aquele que acontece quando um relacionamento casual e platônico se transforma em um affair completo. Embora as intenções originais do relacionamento possam ter sido inocentes, esse tipo de traição pode acabar sendo as mais prejudiciais.

O aventureiro
Já o estilo aventureiro é para a vida conjugal o mesmo que o paraquedismo é para caminhadas, ou seja, uma rápida mudança de ritmo. Aqueles que estão envolvidos em casos por aventura estão à procura de emoção, intensidade e diversão.

LEIA TAMBÉM:  Como conquistar o crush dos sonhos? Especialistas dão dicas

Em busca de emoções

Algo que pode surpreender na pesquisa é o alto número de casos com o perfil aventureiro em contraste aos oportunistas. Casos oportunistas muitas vezes resultam de uma conexão emocional e, como mencionado anteriormente, os usuários da Ashley Madison tendem a entrar em seus relacionamentos extraconjugais principalmente por uma conexão física ao invés de uma conexão emocional. Quase dois terços (61%) dos entrevistados da pesquisa indicaram que estão procurando suprir suas necessidades de intensidade, desafio e fantasia, e outros 35% dos entrevistados responderam que estão procurando por aventura, medo e mais sensações. Em seus próprios casamentos, 83% dos entrevistados acham que seu cônjuge os faz sentir seguros, confiáveis e emocionalmente conectados, embora relatem falta de intensidade e aventura.

Os membros do Ashley Madison se dividem em:

Aventureiros 81%

Oportunistas 16%

Super-heróis 12%

Despertador 3%

Empurrãozinho 3%

Com base nos resultados da pesquisa, fica claro que os usuários da Ashley Madison não estão querendo ser descobertos por seu cônjuge, evidenciados pelo baixo número de entrevistados classificando seus assuntos como empurrãozinho (3%) ou despertador (3%).

LEIA TAMBÉM:  Encontre o parceiro ideal nos melhores lugares do mundo

“Nossos membros parecem estar tendo casos para compensar a falta de emoção em seus próprios casamentos”, afirma Isabella Mise, diretor de comunicações da Ashley Madison. “Isso não significa que eles não sejam felizes em casa, isso significa apenas que eles querem substituir a previsibilidade por um pouco de aventura – mas de uma forma discreta, e estão procurando uma pausa na monotonia da monogamia.”

* Pesquisa de 1.692 membros do Ashley Madison entre 17 de maio de 2019 e 23 de maio de 2019

AshleyMadison.com é o destino principal para relacionamentos extraconjugais e líder global em traições. Com mais de 60 milhões de contas de membros em todo o mundo desde 2002, Ashley Madison é o principal destino para relacionamentos extraconjugais.

Gostou dessas informações? Comente e diga o que achou! Acompanhe o nosso site para continuar vendo artigos como este