Renato Franchi explica união de WhatsApp, Instagram e Messenger

Facebook unindo os aplicativos de chat, o que significa para gente.

A gigante de mídia social Facebook aumentou em popularidade nos meados de 2000 ‘s explica Renato Franchi. Naquela época, ele tinha recursos simples e diretos que permitiam aos usuários fazer upload e compartilhar fotos, postar atualizações de status e enviar e receber mensagens.

Atualmente, o Facebook evoluiu e tem muitos recursos interessantes. No entanto, o co-fundador e presidente-executivo Mark Zuckerberg planeja transferir os usuários da transmissão pública para conversas privadas. Em vez de encorajar postagens públicas, ele pretende se concentrar em comunicações criptografadas e privadas em que os usuários podem interagir com grupos menores de pessoas. Tais comunicações seriam apagadas após um determinado período de tempo, ao contrário das mensagens permanentes e compartilhadas publicamente.

Ele planeja combinar WhatsApp, Messenger e Instagram para que os usuários possam se comunicar uns com os outros sem ter que trocar de aplicativos. Mesmo que esses três aplicativos possam permanecer independentes e separados, eles ainda serão reunidos em uma plataforma de mensagens. Renato Franchi avisa que as alterações permitirão que os usuários enviem mensagens de um sistema de bate-papo para outro. Por exemplo, não há mais necessidade de deixar o WhatsApp para conversar com seus amigos no Messenger.

Zuckerberg acredita que as plataformas de comunicação focadas na privacidade são muito mais importantes do que as plataformas abertas.

Então, novamente, há também certas questões que vêm com este novo plano. O Facebook está avaliado em US $ 490 bilhões e depende principalmente de publicações e anúncios compartilhados publicamente.

Assim, a proliferação de comunicações seguras e privadas pode afetar negativamente seu modelo de negócios.

LEIA TAMBÉM:  Mês das noivas e a Despedida de Solteira delAS!

Renato Franchi explica que, além disso, Zuckerberg está preocupado com as possíveis mudanças depois de combinar o Messenger, WhatsApp e Instagram para formar este novo sistema. Ele não revelou muitos detalhes sobre a mudança, incluindo se essas três plataformas de mídia social compartilham ou não as informações de contato e as informações do usuário, bem como quanto tempo ela pode levar para executar as novas alterações. Ele também não explicou como as comunicações criptografadas e privadas podem afetar o Facebook.

A decisão de Zuckerberg surgiu depois Facebook passou por numerosos escândalos em matéria de segurança entre outros. No passado, o Facebook era usado por agentes estrangeiros para publicar desinformação e influenciar as eleições. Renato Franchi ainda enfatiza que o Facebook também foi usado por certas comunidades para fortalecer suas ideologias em relação à vacinação e outras questões importantes.

A equipe do Facebook tentou repetidamente se livrar da desinformação e do conteúdo tóxico. Eles até prometeram classificar e remover mensagens perigosas e abusivas, bem como usar ferramentas de inteligência artificial para melhorar seus serviços.

No entanto, isso não foi suficiente para resolver problemas de compartilhamento público diz Renato Franchi. Cada vez mais consumidores começaram a utilizar meios de comunicação digital que permitem compartilhar informações dentro de grupos privados. Hoje, Snapchat, Nextdoor,

Telegram e Signal estão entre as melhores opções para usuários que querem ter mais privacidade nas mídias sociais.
Quer ser como o WeChat

De muitas maneiras, Zuckerberg emula a estratégia usada pela Tencent, a empresa chinesa por trás do aplicativo de mensagens WeChat. Através deste aplicativo, os usuários podem enviar e receber mensagens, se comunicar através de chamadas de áudio e vídeo, comprar comida, reservar hotéis, transferir dinheiro e pagar por coisas. Eles podem comprar qualquer coisa, desde seguros e títulos até fundos de mercado monetário.

LEIA TAMBÉM:  Thalia e seus fãs zombam do programa de TV que mudou seu nome

Os usuários também podem criar grupos com até quinhentos membros. É por isso que o WeChat é muito popular na China. Eles podem executar várias tarefas com apenas um aplicativo conta Renato Franchi. Eles também podem se comunicar de forma efetiva e instantânea com outros usuários sem precisar baixar e instalar outro aplicativo.

Ainda melhor, os usuários do WeChat podem se concentrar nas coisas que gostam de ver em seus feeds. Com o Facebook, os usuários são constantemente bombardeados por anúncios em seus feeds de notícias.

Com o WeChat, eles têm a vantagem de ver apenas um a dois anúncios on-line por dia.

Ao contrário do Facebook, o WeChat não depende muito da publicidade on-line para ganhar dinheiro. Na verdade, ele tem seu próprio sistema de pagamento móvel que permite aos usuários jogar jogos, ir às compras, fazer pedidos de refeições e pagar contas de serviços usando o aplicativo. O

WeChat recebe uma comissão de cada transação doada usando esses serviços.

O WeChat é capaz de fornecer serviços inovadores para seus usuários sem depender de anunciantes. Tem 1,1 bilhão de usuários ativos por mês. Isso mostra que as empresas digitais podem ser apoiadas por modelos baseados em comércio e pagamentos.

Então, novamente, o Facebook não tem um sistema de pagamento semelhante ao WeChat. Assim, Zuckerberg pretende obter licenças bancárias e de pagamento em diferentes países. A equipe do Facebook está considerando moedas criptográficas para permitir que os usuários enviem dinheiro para seus contatos.

LEIA TAMBÉM:  Digital influencer usa sua rede social para ajudar mulheres que sofrem com machismo

WeChat foi criado por Allen Zhang, que é bem conhecido por suas atividades perfeccionistas de serviços bem projetados. Ele também é conhecido como filósofo e artista. Se Zuckerberg quer que o Facebook seja como o WeChat ou até mesmo superá-lo, ele precisa aprender muito com Zhang.

Renato Franchi aponta que o controle de mensagens de chat em única plataforma, poder dar poder ao Facebook de entender os tipos demográficos para oferecer propagandas direcionadas a grupos semelhantes aumentando o valor de influência e consequentemente compras.

[themoneytizer id=”27655-23"]

Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e curta “Atitude E Visão” nas redes sociais

Você Também Pode Gostar:

COMENTAR:

Published By: RONNIE

Escrevo sobre a vida, curiosidades, entre outros assuntos.Amante de novelas, livros  e séries.Fã da web.Também sou apaixonado por tecnologia e amo escrever.Me encontre no Instagram @ronniemartyns

Deixe sua opinião abaixo! Super Beijo!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.