Carrossel: confira o resumo dos capítulos de 26/05 a 10/06/2022

Confira o resumo de Carrossel (2012/2013) novela brasileira produzida e exibida pelo SBT entre 21 de maio de 2012 e 26 de julho de 2013 em 310 capítulos. Trata-se da versão da telenovela original argentina Jacinta Pichimahuida, la Maestra que no se Olvida (1966), e da versão mexicana, Carrusel (1989).

SBT – 12h00
Estreia: 16 em Maio 2022 (Reprise)

Carrossel já foi reprisada 4 vezes está disponível na Netflix e também no YouTube. A trama infantil está de volta em 2022, sua última reprise foi em 2018/2019.

No elenco Rosanne Mulholland, Larissa Manoela, Jean Paulo Campos, Maisa Silva, Guilherme Seta, Thomaz Costa, Nicholas Torres, Ana Zimerman e Lucas Santos nos demais papéis centrais

Abertura de “Carrossel”

RESUMO DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS:

Capítulo 06, segunda, 23 de maio

Carmen flagra os pais brigando e fica triste. Jaime conta à mãe que está decepcionado, porque sabe que não será escolhido para a cerimônia da bandeira. Rafael, pai de Jaime, telefona para a professora Helena. Os dois conversam sobre o comportamento de Jaime. Rafael pede para Jaime passar o caderno a limpo, assim conseguirá fazer parte da cerimônia da bandeira. Jaime chega todo arrumado à escola. Os alunos ficam perplexos. Jaime conta que passou a noite em claro passando o caderno a limpo.

Jaime e Valéria brigam e o caderno é despedaçado. Daniel conta a Helena que Jaime passou a noite em claro passando o caderno a limpo, mas o caderno de Jaime foi pisoteado no pátio. As meninas pensam em um plano para os meninos convidá-las para entrar para o clube. Na sala, Helena percebe que Jaime está cabisbaixo. Ela escolhe Jaime para ser o representante da sala na cerimônia da bandeira. Laura revela a Helena que Carmen está triste porque os pais dela brigam muito. Olívia pede para Helena ensinar bons modos para seus alunos. Jaime hasteia a bandeira na cerimônia.

Os colegas dão parabéns a ele. Maria Joaquina e Paulo falam mal de Jaime. Helena conversa com as pais de Jaime e afirma que o garoto é muito especial e pode se tornar um ótimo aluno. Matilde alfineta professora Helena ao dizer que Jaime hasteou a bandeira só porque ela é muito boazinha. Jaime leva Paulo e Kokimoto à sala da diretora e conta quem quebrou a vidraça da sala de aula. Maria Joaquina entrega catálogo de moda para as meninas, pois ela não quer ninguém mal vestido em sua festa.

Olívia brada aos garotos que vai pensar em um castigo para eles. Ela pergunta quem chutou a bola e Jaime assume a culpa. Frederico, o pai de Carmen, vai à escola ver a filha. Os garotos se reúnem na casa abandonada. Eles querem que as meninas fiquem longe da casa. Paulo tem um plano, pois para as meninas entrarem para o clube terão que passar por um teste. Carmen diz ao pai que não quer vê-lo separado da mamãe.

Capítulo 07, terça, 24 de maio

As meninas chegam à casa abandonada. Os meninos afirmam que as meninas terão que passar por um teste de resistência para fazer parte do clube. Kokimoto prepara a bebida, a batida da coragem, para as meninas tomarem. Alicia é a única menina a beber a batida e os garotos colocam as meninas para fora da casa. Maria Joaquina comenta com Miguel, seu pai, que não vai convidar todos os colegas da sala de aula para a sua festa de aniversário.

Cirilo pede dinheiro ao pai para comprar um presente a Maria Joaquina. Laura e Valéria se aproximam de Carmen – elas percebem que a amiga está triste. Carmen revela que seus pais estão se separando. Olívia pede para Helena ter uma postura firme diante dos pais dos alunos. Helena conversa com a mãe de Carmen e afirma que a garota está pouco motivada com os estudos. Helena revela que no dia anterior Carmen disse que não queria voltar para casa. Inês, mãe de Carmen, conta a Helena que está separada do marido.

Helena se comove. Durante a aula de música, Maria Joaquina entrega bilhete a Paulo. Ela faz proposta a Paulo e promete dar um brinquedo a ele como recompensa. Maria Joaquina pede para Paulo tirar o nome de Cirilo do sorteio para a sua festa de aniversário. Carmen comenta com Helena que não tem vontade de brincar e estudar, pois sente saudade de seu pai. Maria Joaquina entrega convite a Daniel na frente de Cirilo. Cirilo coloca seu nome na urna para o sorteio, mas Paulo tira o papel às escondidas.

Começa o sorteio para a festa de Maria Joaquina. Valéria, Jaime, Laura, Marcelina, Kokimoto, Adriano, Bibi e Alicia são sorteados para a festa. Decepcionado, Cirilo conta ao pai que não foi sorteado para a festa de Maria Joaquina. Daniel entrega seu convite a Cirilo, que conta a Maria Joaquina que ganhou o convite do amigo. Ela o maltrata. Os meninos elegem Daniel como presidente do Clube dos Cuecas.

Capítulo 08, quarta, 25 de maio

Valéria comenta com as meninas que Maria Joaquina trata Cirilo mal porque ele tem a cor diferente. Cirilo ouve a conversa. Maria Joaquina pergunta a Daniel por que ele deu o convite a Cirilo. Maria Joaquina fala a Daniel que mesmo com o convite Cirilo não entrará em sua festa. Maria Joaquina chama Cirilo para uma conversa e pede o convite de volta. Cirilo devolve e Maria Joaquina rasga o convite e joga na cara dele.

Helena percebe a tristeza de Cirilo na sala de aula. Maria Joaquina diz a Daniel que uma pessoa como Cirilo nunca entrará em sua festa. Firmino conta a Helena que Maria Joaquina pediu o convite de Cirilo, rasgou e jogou na cara do garoto. Helena pede para os alunos escreverem um poema. Cirilo diz que não vai fazer o exercício, pois está sentindo uma dor no coração.

Helena diz para Cirilo escrever sobre sua dor. Helena pede para os alunos lerem os poemas. Olívia ouve Graça falando a Firmino que professora Helena daria uma ótima diretora. Cirilo faz um poema a Maria Joaquina, que levanta e pede para Cirilo esquecê-la de uma vez por todas. Helena diz para Maria Joaquina que precisa conversar com o pai dela e escreve um bilhete para Miguel na agenda da menina.

Professora Helena diz para Maria Joaquina pedir desculpas a Cirilo. Maria Joaquina enfrenta Helena e afirma que não fez nada de errado. Olívia pergunta a Graça se ela insinuou que Helena é melhor que ela. Camen pergunta ao pai o que vai acontecer com ele e mamãe. Maria Joaquina dá o recado de Helena ao pai. Miguel dá um bronca em Maria Joaquina e afirma que ela não pode tratar mal o Cirilo.

Capítulo 09, quinta, 26 de maio

Maria Joaquina afirma ao pai, Miguel, que Cirilo é o problema. Miguel brada que ela terá que pedir desculpas a Cirilo. Carmen dá a notícia à mãe, Inês, que seu pai irá jantar em casa. Cristina, mãe de Helena, aconselha a filha a sair, pois ela precisa ter uma vida social. Cirilo telefona para a casa de Maria Joaquina, que pede para Joana dizer que ela não pode atender. Frederico, pai de Carmen, janta com a família. Ele e Inês se beijam. Carmen fica feliz ao ver os pais se beijando. Durante a aula, Jaime e Valéria se alfinetam.

Valéria pergunta a Carmen se os pais dela fizeram as pazes. Helena vai até a sala de professores conversar com Miguel, pai de Maria Joaquina. Helena conta que Maria Joaquina escolheu a dedo os convidados para a sua festa de aniversário. A professora revela que Maria Joaquina não quer que Cirilo vá à festa por conta de sua cor. Esnobe, Maria Joaquina fala dos preparativos de sua festa para as meninas. Helena fala a Miguel que Cirilo é um anjo, mas Maria Joaquina o despreza.

Miguel e Helena conversam com Maria Joaquina. Miguel pergunta a Maria Joaquina se ela não convidou Cirilo para a sua festa por conta da diferença social. Miguel ameaça cancelar a festa da filha se ela não convidar Cirilo. O pai de Maria Joaquina convida Cirilo pessoalmente para a festa. Maria Joaquina começa a se arrumar para a festa. Ela trata mal a empregada Joana. Os primeiros convidados começam a chegar na festa da garota. A banda Restart começa a se apresentar. Ao chegar para o aniversário, Valéria joga o presente em Maria Joaquina.

As primas de Maria Joaquina esnobam os alunos da Escola Mundial. Valéria chama elas de ridículas. Jaime arrota na cara das meninas, que saem chocadas. Laura começa a comer os doces compulsivamente e engasga. Cirilo chega à festa de sua amada com um lindo buquê de flores. As crianças ficam deslumbradas com os truques que o mágico faz na festa. Cirilo vai de encontro a Maria Joaquina para entregar o buquê. Malvada, a menina estraçalha as flores e as joga no chão. Cirilo fica desolado. Miguel observa a cena.

Capítulo 10, sexta, 27 de maio

As crianças começam a dançar ao som da banda Restart. Miguel vai conversar com Cirilo e diz para o garoto se divertir. Maria Joaquina se junta às primas para falar mal dos convidados. Maria Joaquina esbarra em Cirilo e o empurra. Davi consola Cirilo. Paulo solta um rato na festa. Pe Lanza convida Maria Joaquina para subir ao palco e cantar uma música com o grupo. Do palco, a menina fulmina Cirilo com um olhar. Cirilo fica extremamente deslocado na festa. Chega a hora de cantar o parabéns a Maria Joaquia.

Valéria vê um rato circulando pela mesa em que está o bolo. As crianças entram em desespero. Paulo aproveita a confusão para empurrar a cabeça de Maria Joaquina contra o bolo. Ao chegar em casa, Miguel repreende Maria Joaquina pela forma como ela tratou Cirilo. Maria Joaquina afirma a Valéria e Alícia que foi Cirilo quem soltou o rato em sua festa e a empurrou contra o bolo. Cirilo enfrenta Paulo e afirma que ele fez mal em soltar um rato na festa de Maria Joaquina. Na sala de aula, Helena pede aos alunos para escrever uma redação sobre o tema “como é errado mentir”.

Valéria esconde os sapatos de Laura, que os tirou porque estavam apertando os seus pés. Olívia leva a supervisora Bernadete para conhecer os alunos de Helena. A supervisora pede para Laura ler a redação que escreveu. Laura diz que não pode, pois está descalça. Todos começam a gargalhar. Helena fica desconcertada diante da situação. Olívia chama Helena à diretoria e passa um sermão na professora. Valéria se sente culpada pelo que fez. Olívia culpa Helena por passar a mão na cabeça dos alunos e afirma que Valéria é uma ameaça.

Helena vai conversar com Valéria. Daniel comenta com Cirilo que Valéria será expulsa. Helena diz a Valéria que não pode mais ser sua amiga. No pátio da escola, a supervisora Bernadete pergunta de Helena aos alunos. Olívia observa Bernadete conversando com os alunos e entra em pânico. Helena afirma a Valéria que vai se distanciar dela, pois só assim ela irá conhecer os limites entre brincadeiras e travessuras. Valéria abraça a professora.

Helena desabafa com a mãe e conta que foi extremamente difícil ser dura com Valéria. Os meninos falam que a única menina que pode integrar o Clube dos Cuecas é Alícia, pois ela é “moleca”. Na Escola Mundial, os alunos percebem a tristeza de Valéria. Desconsolada, Valéria comenta com Daniel que Helena não será mais sua amiga. Valéria suplica a Daniel, Davi e Cirilo pedirem perdão por ela a Helena.

Resumo dos dias 30 a 03 de maio

Capítulo 11, segunda, 30 de maio

Helena pede para ver o caderno dos alunos antes de começar a aula. Paulo coloca um rato na mochila de Cirilo. Ao ver o caderno de Valéria, professora Helena trata a aluna com indiferença, a menina fica sentida. Ao final da aula, Valéria tenta puxar assunto com Helena, mas a professora continua indiferente. Daniel, Cirilo e Davi pedem para Helena fazer as pazes com Valéria. Cirilo conta a Valéria que a professora Helena disse que ela precisa reconquistar sua confiança. Maria Joaquina vê um rato sair da mochila de Cirilo.

Valéria chega em sua casa arrasada, ela desmaia e seus pais entram em pânico. Maria Joaquina briga com Cirilo e afirma que foi ele quem soltou o rato em sua festa. Cirilo tenta se defender. Miguel, pai de Maria Joaquina, examina Valéria, que revela ao médico que está triste porque Helena não quer mais ser sua amiga. Maria Joaquina comenta com Bibi que Carmen leva lanches fedidos para a escola e tem vergonha de comê-los na frente de todos. Maria Joaquina vai até Carmen e diz para a menina comer seu lanche de ovo podre bem longe dela.

Miguel vai à escola conversar com Helena e conta que Valéria está deprimida, pois a garota acha que a professora não gosta mais dela. Cirilo pergunta a Maria Joaquina se ela já passou fome. Arrogante, ela diz que é óbvio que não. No recreio, Cirilo divide seu lanche com Carmen. Helena se sente culpada por ter sido tão dura com Valéria. Valéria comenta com Rosa, sua mãe, que está se sentindo péssima. Rosa tenta fazer Valéria se alimentar, mas ela está irredutível.

Helena vai à casa de Valéria e pede desculpas a Rosa e Ricardo, pais de Valéria, por ter deixado a garota triste. Rosa leva Helena ao quarto da filha. Valéria está deitada na cama e Helena pede para a menina prometer que retornará às aulas, pois todos estão morrendo de saudade. Valéria se reanima. No dia seguinte, Valéria chega atrasada à aula, mas ela é recebida de forma calorosa por todos. Olívia comenta com Matilde que os alunos vão começar a se revoltar contra Helena. No pátio da escola, as meninas conversam sobre casamento. Firmino lembra de sua mulher.

Capítulo 12, terça, 31 de maio

Laura percebe que Firmino está um pouco confuso e pergunta o que aconteceu. Carmen conta a Helena que Firmino disse que sua mulher, Pilar, está em Portugal. Carmen comenta que Valéria disse que Firmino e a mulher têm um casamento moderno. Helena pergunta a Valéria se ela caçoou de Firmino, e explica que a mulher de Firmino morreu. Valéria confessa que está sentindo vergonha, pois não sabia do acontecido. Helena pede para Valéria ter mais cuidado ao fazer brincadeiras. Ela acaba os exercícios na sala e pede para a professora deixá-la ir ao banheiro, mas vai ao quarto de Firmino entregar flores. Ela diz que são para a mulher dele.

Valéria pede desculpas a Firmino pela brincadeira que fez. Helena vai até o quarto e observa Firmino e Valéria conversando sobre Pilar. A professora se emociona. Maria Joaquina comenta com Daniel que os colegas ficaram deslumbrados com sua festa, pois são um bando de pobres. Não bastasse, Maria Joaquina diz para Bibi que Valéria é a protegida da professora. Cirilo conta aos pais que sua amiga Carmen nunca leva lanche para a escola. Inês, mãe de Carmen, lamenta não ter dinheiro para pagar as contas.

Ela diz a Carmen que não pode dar dinheiro à filha comprar lanche pelos próximos dias. Para agradar a mãe, Carmen diz que o importante é que ela tem uma bolsa de estudos e não precisa pagar a mensalidade da Escola Mundial. Maria Joaquina está prestes a dormir e pensa em Daniel. Ela imagina que é uma princesa na torre, e Daniel, o príncipe que a salva. Clara, mãe de Maria Joaquina, conta a Miguel que a menina está muito triste. Miguel promete observar o comportamento da filha.

Capítulo 13, quarta, 01 de junho

No café da manhã, Miguel pergunta a Joana se Maria Joaquina já se levantou. Maria Joaquina chega à mesa espevitada e diz que precisa ir para a escola logo. Ela conta aos pais que teve um sonho de princesa. Na Escola Mundial, Maria Joaquina conta às amigas que sonhou com um príncipe. Cirilo acha que foi com ele. Olívia aconselha Matilde a fazer Helena acreditar que estão reclamando do terceiro ano. Matilde fala a Helena que Olívia a está esperando para um conversa na diretoria. Inquisitiva, Olívia pergunta a Helena se ela está satisfeita com a educação que está proporcionando aos alunos.

Olívia aconselha Helena a rever seus métodos de ensino, pois alguns professores estão reclamando do terceiro ano. Helena sai da sala, Olívia e Matilde vibram. Helena desabafa com Firmino e fala que Olívia e Matilde estão reclamando que os alunos do terceiro ano estão muito enérgicos. Helena chega à sala e recebe uma chuva de elogios das crianças. Entojada, Maria Joaquina comenta com Alícia que não aguenta mais Cirilo olhando para ela. Perverso, Paulo fala a Cirilo que ele tem que ser o Daniel para a Maria Joaquina começar a gostar dele.

Paulo solta novamente o rato perto das meninas, que estão conversando no pátio. Laura vai chamar a professora. Jaime pega o rato e o coloca na caixa. Cirilo enfrenta Paulo ao dizer que não gostou do que ele fez a Maria Joaquina. Cirilo conta a Maria Joaquina que bateu em Paulo, pois foi ele quem soltou o rato perto dela. Maria Joaquina o despreza ao falar que não precisa da ajuda dele. Ao entrar na sala e sentar nas carteiras, os alunos são espetados por tachinhas – foi Paulo quem as colocou.

Maria Joaquina conta a Helena que viu Paulo entrar na sala de aula na hora do recreio. Helena pergunta quem colocou as tachinhas nas cadeiras, mas Paulo não assume a culpa. Helena ameaça tirar pontos das provas se o culpado não aparecer. Paulo revela a Kokimoto que escreveu uma carta de amor a Cirilo com a assinatura de Maria Joaquina. Na carta, supostamente escrita por Maria Joaquina, ela marca um encontro tarde da noite com Cirilo.

Capítulo 14, quinta, 02 de junho

José, pai de Cirilo, vai à Escola Mundial. Firmino elogia Cirilo a José. Cirilo comenta com Maria Joaquina que sonha em se casar com uma menina de olhos verdes. Ela diz para Cirilo se tocar, pois ele jamais casará com uma mulher bonita. Kokimoto diz a Cirilo que Maria Joaquina lhe pediu que entregasse uma carta de amor. Koki aconselha Cirilo a ler às escondidas, é segredo. José conversa com Helena sobre Carmen, pois as coisas não vão nada bem na casa da menina.

José se propõe a construir uma lanchonete na escola, desde que a instituição dê alimentação de graça aos alunos. Helena promete conversar a respeito com a diretora Olívia. No pátio, Maria Joaquina deixa seu lanche de lado, pois não gosta do sabor. As meninas saem e Carmen aproveita para comer o lanche. Professora Helena a observa e se comove. Cirilo pergunta a Daniel quanto dinheiro precisa para comprar um lindo arranjo de flores. Helena vai à sala de Olívia e fala sobre a situação de Carmen. Olívia afirma que a escola não possui recursos para bancar um refeitório.

Helena propõe à diretora convocar uma reunião de pais e mestres para discutir o assunto. As meninas perguntam a Maria Joaquina se ela está namorando Cirilo. Ela fica indignada. Cirilo conta à mãe que está feliz, pois descobriu que Maria Joaquina gosta dele. Cirilo quebra seu cofre para comprar um arranjo de flores com suas economias. Ele vai ao encontro de Maria Joaquina tarde da noite. Começa a cair um temporal, mas o garoto, decidido, fica aguardando a amada na frente da casa dela. Cirilo fica ensopado esperando por Maria Joaquina. Miguel chega em casa e vê Cirilo debaixo da chuva.

O médico leva o garoto para dentro de sua casa e o seca. Cirilo mostra a suposta carta que recebeu de Maria Joaquina. José e Paula estão preocupados com o sumiço do filho. Miguel fala a Cirilo que a letra da carta não é de Maria Joaquina. Cirilo afirma a Miguel que Kokimoto e Paulo o fizeram de bobo. Miguel pede a seu motorista que leve Cirilo para casa. Ao chegar em casa, o garoto conta aos pais que se perdeu. José passa um sermão em Cirilo. O garoto vai para seu quarto e diz a si mesmo que um dia Maria Joaquina lhe mandará uma carta.

Capítulo 15, sexta, 03 de junho

No dia seguinte, Maria Joaquina entrega um pacote a Cirilo a mando de seu pai. É uma bola de futebol. Valéria e Maria Joaquina brigam na sala de aula. Helena as coloca para fora. Valéria xinga Maria Joaquina de cobra da língua venenosa. As duas estão no pátio e percebem que Firmino não se sente bem. As garotas chamam a professora Helena, que pergunta o que Firmino está sentindo. Olívia fica incomodada com a palidez de Firmino – ela quer saber se ele está se tratando.

Helena tem uma conversa delicada com Carmen e pergunta se a menina está precisando de alguma coisa. Compreensível, Carmen explica a Helena que sua família está passando por uma crise financeira. Helena pede o endereço de Carmen. Maria Joaquina conta aos pais que brigou com Valéria na sala e foi colocada para fora. Carmen ajuda a mãe, Inês, arrumar a casa. Helena chega à casa de Carmen e pede para a aluna ir brincar, pois precisa conversar com Inês. Helena afirma a Inês que se prontifica a levar o lanche de Carmen todos os dias. Inês fica sem graça. Carmen ouve as duas conversando.

Marcelina sai da sala de aula para beber água e encontra Firmino caído no pátio. Helena e os alunos tentam ajudar Firmino. Maria Joaquina telefona a seu pai de fala que Firmino está passando mal. Miguel chega à escola, examina Firmino e afirma que a pressão dele está alta. O médico diz que Firmino apresenta um quadro de insuficiência cardíaca. Miguel vai conversar com a professora Helena e aconselha a não deixar Firmino só.

O médico fala à diretora que Firmino precisa repousar. Fria, a diretora Olívia afirma que não devia ter contratado um funcionário tão velho. Miguel aproveita para comentar com Olívia sobre a situação da família de Carmen, pois ele tem interesse em ajudar. O médico aconselha a diretora a marcar uma reunião com pais e mestres para tentar solucionar o problema da família.

Resumo dos dias 06 a 10 de junho

Capítulo 16, segunda, 06 de junho

Os garotos se reúnem na casa abandonada. Daniel fala em convidar as meninas para integrar o Clube das Cuecas para ajudar a encontrar Jaime. Perdido e decepcionado, Jaime anda sozinho pelas ruas de São Paulo. Um carro começa a seguir o garoto e um homem oferece carona a Jaime e também chocolates. Com medo, o garoto sai correndo, entra em uma mata e tropeça. As meninas vão à casa abandonada. Daniel propõe a elas fazer parte do Clube dos Cuecas somente enquanto Jaime estiver sumido. Valéria não concorda, pois ela afirma que eles estariam usando elas como objeto. Daniel tem a ideia de criar a Patrulha Salvadora para encontrar Jaime. Jaime é perseguido por um mendigo e também por garotos de rua. Daniel divide em grupos os integrantes da Patrulha Salvadora para começar as buscas. O mendigo e os meninos de rua levam Jaime para uma casa abandonada. O mendigo tira uma faca do paletó e Jaime entra em pânico. Depois das buscas, os integrantes da Patrulha Salvadora vão à casa dos pais de Jaime.

Eloisa, mãe de Jaime, serve suco para eles. Ela começa a chorar. O mendigo serve comida para Jaime e se apresenta como Bituca. Helena comenta com Rafael que Jaime precisa de mais atenção do que ele possa imaginar. Rafael se culpa por ter ameaçado bater em Jaime, caso ele tirasse nota baixa. Jaime revela a Bituca e aos meninos que fugiu de casa porque apanha muito de seu pai. Adriano fala à Patrulha Salvadora que Jaime foi sugado para outra dimensão. Os grupos da Patrulha Salvadora se reunem e dão fim às buscas. Eles combinam de começar as buscas no dia seguinte. Rafael confessa a Helena e Firmino que está perdendo as esperanças. Helena telefona para a casa de Valéria e pergunta se ela sabe do paradeiro de Jaime. Valéria conta que a Patrulha Salvadora vai começar as buscas no dia seguinte. Helena fica sem entender nada. Jaime dorme na casa de Bituca ao lado dos meninos de rua. Valéria revela a Helena que Jaime foi embora da escola sem conversar com ninguém. Helena deixa a Escola Mundial tarde da noite. Ela pede para Rafael mantê-la informada sobre Jaime. Ao dormir no abrigo de Bituca, Jaime sonha com comida.

Capítulo 17, terça, 07 de junho

Jaime tem um pesadelo e acorda sobressaltado. Rafael decide ir procurar Jaime no meio da noite. Jaime conta a Bituca que teve um pesadelo, estavam batendo nele. Jaime afirma a Bituca que não quer voltar para a casa de seus pais. Os alunos da Escola Mundial se encontram na casa abandonada e decidem procurar Jaime no campo, onde mora o mendigo maluco. Helena telefona para Rafael, que a informa que ainda não tem notícias sobre Jaime. A Patrulha Salvadora começa as buscas. Daniel divide os patrulheiros em grupos para começar as buscas. Valéria, Cirilo e Alícia observam um mendigo com um enorme saco nas costas, eles pensam na possibilidade de Jaime estar dentro do saco. José e Paula vão à casa de Rafael e Eloisa para confortar o casal. Paula tenta acalmar Eloisa, que está em prantos. Maria Joaquina e Bibi tomam sol à beira da piscina. Maria Joaquina diz a Bibi que não para de pensar em Jaime. Valéria, Cirilo e Alícia contam que viram o mendigo maluco. Bituca ensina Jaime a tocar gaita.

Valéria, Cirilo e Alícia encontram Jaime. Os quatro se abraçam. Rafael revela a Eloisa que foi à delegacia, mas os policiais não têm informações sobre Jaime. Valéria avisa a Patrulha Salvadora que Jaime foi encontrado. Triste, Jaime afirma aos patrulheiros que não quer voltar para casa dos pais, pois agora tem uma nova família. Davi diz a Jaime que todos estão esperando por ele. Bituca aconselha Jaime a retornar para casa e ficar ao lado da verdadeira família. Bituca dá a gaita para Jaime. Os patrulheiros levam Jaime para a Escola Mundial. Helena se emociona ao rever o aluno e pede para ele nunca mais sumir. Helena telefona para Rafael e diz que Jaime apareceu. Helena pede para Rafael não bater em Jaime. Helena conversa com Jaime. Os dois ouvem a conversa atrás da porta. Helena afirma a Jaime que sabe que ele fugiu por que tirou nota baixa na escola. Helena comenta com Jaime que Rafael prometeu que não vai encostar a mão nele.

Capítulo 18, quarta, 08 de junho

Firmino flagra as crianças ouvindo a conversa de Jaime e Helena atrás da porta. A porta se abre e os alunos caem dentro da sala dos professores. Rafael afirma a Helena que vai ficar aliviado quando der umas boas palmadas em Jaime. As crianças se juntam para dizer a Rafael que ele não pode bater em Jaime. Helena leva Rafael para ver Jaime, que está tocando gaita. Rafael confessa a Helena que é difícil mantera a calma depois de tanto nervosismo. Rafael fica emocionado ao ver Jaime tocando gaita e afirma que não sabia que o filho tinha talento para a música. Rafael e Jaime se abraçam. O pai pede para o filho continuar tocando o instrumento. Adriano telefona para Davi e pede a ajuda do amigo para encontrar Chulé na outra dimensão. Helena e Olívia começam a reunião de pais e mestres – eles discutem sobre a construção de uma lanchonete na escola. Eles decidem que a Escola Mundial terá uma lanchonete, que será doada pelos pais. Jaime tenta convencer a mãe a parar de fumar. Adriano e Davi começam a expedição a caminho do buraco negro. Os dois conseguem fazer a travessia para a outra dimensão e começam a procurar por Chulé. Os dois começam a ver outros seres. Adriano e Davi descobrem que Chulé foi capturado por Cartola Negra, o rei daquela dimensão. Eles conhecem um cachecol falante. Os dois encontram Chulé, mas são perseguidos pelo exército do Cartola Negra. Depois de passar apuros, os dois conseguem retornar ao mundo real.

Capítulo 19, quinta, 09 de junho

Maria Joaquina diz a Carmen que os pais dela se tratam como cães e gatos. Para defender Carmen, Valéria e Marcelina chamam Maria Joaquina de invejosa e metida. Elas partem para a briga, mas Jaime as separa. Helena e Olívia entram na sala de aula. Olívia coloca Jaime de castigo, fora da sala. Olívia revela aos alunos que o Sr. Morales, que fez a doação do edifício da escola, fará uma visita. Ela pede para as crianças virem no dia seguinte com o uniforme impecável. Helena aconselha Jaime a ter bons costumes. Jaime diz à professora que não podia adivinhar que a diretora estava atrás dele. Cirilo fica preocupado com a visita de Sr. Morales, pois está com os sapatos gastos. Valéria, Marcelina e Bibi conversam com Maria Joaquina e aconselham a colega a tratar Cirilo bem.

Orgulhosa, Maria Joaquina afirma que não tem culpa por Cirilo se sentir rejeitado. Cirilo conta para o pai, José, que Sr. Morales visitará a escola e ele precisa de sapatos novos. Maria Joaquina coloca sua coleção de sapatos sobre a cama e fica indecisa sobre qual modelo vai usar no dia seguinte. Paulo Guerra passa cola na sola do sapato da irmã, Marcelina. José comenta com o filho que não tem como comprar um par de sapatos novos para ele. Davi diz para Helena que Cirilo está com receio de que ela brigue com ele, por estar usando sandálias de borracha. Jaime defende Cirilo e ameaça os colegas, caso alguém faça piadas sobre as sandálias do amigo. O Sr. Morales chega à Escola Mundial. Firmino o recebe e o leva até a sala da diretora Olívia.

Graça fica encantada com Sr. Morales. Olívia recebe Morales em sua sala, fica fascinada pelo benfeitor e afirma que ele é muito generoso. Maldosa, Maria Joaquina comenta que ao ver as sandálias de Cirilo, o Sr. Morales vai pensar que a escola é frequentada por favelados. Sr. Morales comenta com Olívia que só ouviu elogios a respeito da professora Helena. A diretora o leva ao terceiro ano. Ao conhecer Helena, Morales não economiza elogios à professora. Olívia fica enciumada. Morales afirma a Maria Joaquina que foi muito amigo do pai dela durante a infância, até roubaram galinhas do vizinho juntos. Maria Joaquina faz uma cara de esnobe. Os alunos começam a gargalhar. Sr. Morales conversa com Cirilo. Deslocado, Cirilo diz que está sem os sapatos.

Capítulo 20, sexta, 10 de junho

Olívia afirma a Helena que é inadmissível um aluno de chinelos de borracha. Sr. Morales fala a Cirilo que as sandálias dele são muito bonitas e revela ao garoto que durante a infância andava descalço. O benfeitor afirma a Cirilo que ele terá um futuro brilhante. Maria Joaquina discute com o pai, Miguel, e brada que ele devia ter contado que foi pobre na infância, porque ela passou vergonha na sala de aula. Miguel diz à filha que morar em uma casa bonita e ter milhões de roupas não a faz ser melhor que ninguém. Maria Joaquina pergunta para a sua boneca se ela deve gostar de Cirilo, uma pessoa que é tão diferente dela. Helena aplica prova de gramática. Valéria e Marcelina pedem para ir ao banheiro.

Olívia e Matilde pesquisam sobre a vida de Helena na internet. Matilde afirma que Helena deve ter uma passado negro. Os alunos fazem a prova. Maria Joaquina afirma a Helena que Marcelina está colando, com o livro aberto embaixo da carteira. Valéria brada que sente vontade de dar uma bofetada em Maria Joaquina. Helena pede para Marcelina entregar sua prova e dá uma prova diferente para a menina. Os alunos entregam a prova a Helena, que diz que precisa conversar com Maria Joaquina. Jaime entrega a prova com meia página de redação. Helena conversa com Maria Joaquina e afirma que a menina é uma excelente aluna, mas não é uma boa colega. Helena comenta que Maria Joaquina só sabe criticar e delatar seus amigos.

Maria Joaquina vai para o recreio e é esnobada pelos colegas. Firmino revela a Helena que ouviu os alunos comentarem que iriam fazer julgar Maria Joaquina. Firmino vê Maria Joaquina isolada no pátio e aconselha a garota a pedir desculpas aos amigos. Pedante, ela diz que nem morta. Helena conversa com Daniel e afirma que não vai aceitar que façam mal a Maria Joaquina, pois ninguém tem direito de julgar ninguém. Chega à Escola Mundial o material para a construção da lanchonete. Miguel e Clara percebem a tristeza de Maria Joaquina. A menina conversa com seu bicho de pelúcia e diz que a professora Helena não gosta dela, pois só defende os outros alunos.

* Os resumos dos capítulos são disponibilizados pelas emissoras e estão sujeito à alteração de acordo com a edição das novelas

SINOPSE:

Carrossel

A novela tem início com a chegada de Helena à Escola Mundial para assumir o cargo de professora efetiva. Helena traz consigo toda sua jovialidade, o desejo de lecionar e a disposição de propiciar aos alunos uma boa formação. Ela é a primeira e a única a conquistar todas as crianças do terceiro ano, batendo de frente com as regras e exigências da impetuosa e rigorosa diretora do colégio, Sra. Olívia. Helena está sempre disposta a colaborar com todos, não só conquista a confiança dos alunos, como também acaba se envolvendo com os conflitos pessoais e familiares. Ela passa a ser, além de uma professora, uma grande amiga e conselheira.

Helena encontra no velho Firmino, o zelador da escola, um fiel amigo. Os dois agem como conciliadores nos conflitos provocados pela autoritária Olívia, que não gosta da tolerância excessiva da professora com relação aos alunos. Firmino conhece todos os alunos e funcionários da escola e sabe lidar com cada um deles, até mesmo com Dona Matilde, a exagerada professora de música, que sempre sofre com as travessuras das crianças e está sempre estressada.

Quando Helena fica doente, a professora Suzana chega para substituí-la e acaba cativando também o coração das crianças – Suzana quer o posto de Helena. A professora de música, Matilde, enlouquecida, deixa a escola e é substituída por Renê, que forma uma banda com os alunos do terceiro ano e tem um romance com Helena.

A Escola Mundial é aberta para todos. Meninos e meninas de diferentes crenças e classes sociais são colocados na mesma sala de aula. A união e a igualdade são pregadas pela professora Helena, mas todos os alunos são tratados individualmente, caracterizando o jeito, a personalidade e as necessidades específicas de cada um.

SIGA O ATITUDE E VISÃO NAS REDES SOCIAIS

Leia Também:

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

DESTAQUES:

Você não pode copiar o conteúdo desta página