Gostou? Compartilhe

Rico Dalasam está de volta. Nesta quinta-feira ele lança seu EP com cinco faixas que falam de dor e conforto. Concebido e produzido por ele, Mahal Pita e Dinho Souza, “Dolores Dala, o Guardião do Alívio” tem participação de Chibatinha (do Àttooxxá) e distribuição da Altafonte.

“O fator dualidade que costura toda a minha obra, agora adentra o reino da fábula e transporta os sentimentos para a experiência do lúdico, retirando do mundo real eventos ocorridos na minha vida nos últimos 3 anos”, conta Dalasam.

Ele explica que sejam nas descobertas em um relacionamento interracial descrito nas rimas embaladas pelo pandeiro em “Braille”, sejam nos trágicos efeitos da ordem colonial vividos nas rimas do afropop “Mudou Como?”, o alívio se apresenta após longo tempo de dor. Há também na harmonia e melodia mineira de “Vividir”, a representação pela volta a um lugar geográfico que pela natureza das coisas já não existe mais.

“Este EP desenha um coração dentro de um corpo preto sul-americano pisando pelas primeiras vezes na vida adulta”, resume o cantor. “DDGA” tem capa de Oga Mendonça, com autorretrato de Rico Dalasam, mix de Mauricio Cersosimo e master de Mauricio Gargel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.