Roberval tenta pisar em Severo, mas é o pai quem humilha o filho em Segundo Sol

Publicidade

Severo (Odilon Wagner) vai parar na prisão na novela Segundo Sol (Globo), logo após ser acusado pelo seu filho Roberval (Fabrício Boliveira), e claro o rapaz não perde a oportunidade de pisar no pai, mas só que Severo revida as palavras do filho. A cena está prevista para ir ao ar no dia 26 de julho

Tudo começa quando Severo está sentado em um canto da cadeia, e Roberval vem visitar o pai, para confrontá- lo e vê-lo se rebaixar, mas só que as coisas não acontecem como o filho de Zefa imaginava:

“Vá-se embora, que não vai ter nunca uma vitória sua! Sabe por que? Porque não importa onde eu esteja ou quanto de dinheiro eu tenha, eu vou ser sempre Severo Athayde”.

“Sou descendente dos Athayde da Espanha, uma família que chegou ao Brasil em 1500! A minha família manda na Bahia desde que a Bahia existe”.

Ele fala, sem ressaltar o fato de ser seu pai. 

“Você pode colocar a roupa que você quiser, comprar o carro mais caro que você conseguir, pode morar num castelo com cem empregados… você nunca vai deixar de ser um negrinho, Roberval”.

Então ele  humilha o filho, destacando o fato de ser negro, disparando ataques racistas.

Mas Roberval fala que está ali só por causa da mãe:

Isso mesmo, um negrinho bastardo, filho de mãe solteira”, detona. “Eu só vim aqui por causa de minha mãe. Eu tô aqui por causa de Zefa! Não por você! Um ser humano desprezível”, acusa ele, que oferece: “Eu quero pagar um advogado pra você, a pedido da minha mãe”.

Recusando aquele argumento Severo continua:

“Quem é que vai querer assumir uma vergonha, uma disgraça, um estrupício feito você? O sonho de todo mundo sempre foi ficar livre de você, Roberval! Ninguém nunca gostou de você naquela casa! Quando você foi embora, Zefa ficou tão aliviada”.

“Você é uma vergonha pra sua mãe! Pra todo mundo! Um negro sujo”, continua. “Pois se você quiser um dia ver a rua lá fora, vai ter que negociar com esse negro sujo! Porque os Athayde, essa família tão nobre, como você enche a boca pra dizer, estão na lama”, dispara o pai.

Roberval se revolta, e até deseja a morte do pai:

Eu não preciso de você pra nada”, afirma o pai, e o filho deixa o local nervoso, dizendo: “E eu já tô me arrependendo de ter oferecido ajuda! Eu quero que você morra”.

SIGA O ATITUDE E VISÃO NAS REDES SOCIAIS

Notícias Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Também

Instagram

Você não pode copiar o conteúdo desta página