Seis clipes e um álbum completo: tudo produzido sozinho por um artista LGBTQI+ que você precisa conhecer

0
Gostou? Compartilhe

Você pode até ter esbarrado em alguma música ou clipe dele, que tem conquistado cada vez mais espaços nas plataformas digitais, mas, o pop do artista independente Marc Yann, de 25 anos, com certeza tem diferenciais no cenário musical que podem te prender em uma viagem de sentimentos, conceitos e farofas.

Who The Fuck is Marc Yann (já dizia Manu Gavassi)

Marc Yann é assumidamente poc, gordo, afeminado e não tem medo de explorar isso de forma positiva, encorajando pessoas a serem mais do que meros rótulos ou padrões. O cantor multi talento também é jornalista, marketeiro, escritor e até já lançou um livro em 2015 chamado “O Garoto do Coração de Porcelana”.

Aprendendo teclado e canto muito cedo, começou a rabiscar suas primeiras canções originais inspirado em Lady Gaga, Britney Spears e Kerli. Logo veio a faculdade e a formação em jornalismo, assim, o sonho tomou forma quando Marc decidiu assumir sozinho a jornada e tornou-se um artista comprometido em fazer arte pelas próprias mãos.

Na recente carreira, Marc lançou em 2017 o EP Cartas Para Charles cheio de sofrências e revelações pessoais.

Em 2019, finalmente o grande passo: o lançamento de “Sem Lágrimas”, álbum completo trazendo um pop inspirador, singles autorais e o estilo queer inspirado em referências como Sam Smith e Adam Lambert.

Conceito e farofa

O primeiro álbum de Marc Yann apresenta 15 faixas escritas e produzidas pelo próprio cantor, sendo que duas delas contam com produção em conjunto do DJ Dubai (que já trabalhou com as hitmakers MC Loma e as Gêmeas Lacração) nas faixas: “Vem no Grude” e “Não Quero Crush”.

No álbum tem funk, arrocha, eletrônico, house e trap music, tudo bem misturadinho ao pop com aquele toque de conceito, como nas tracks: “Dançando no Fogo” e “Hey Garota” e uma boa farofa pra animar qualquer playlist como nos singles: “Sem Lágrimas” e “Florescer”.

Nas letras, o disco apresenta temas como liberdade, sexo, vingança, violência e amor de uma forma simples e direta.

Sem jabá

Em pouco tempo de trabalho com o álbum Marc Yann já lançou seis clipes totalmente roteirizados, dirigidos e editados pelo artista com ajuda de amigos e colaboradores de longa data.

Os clipes exploram as diferentes vertentes criativas, mesmo com pouco orçamento, entregando coreografia, looks e produções simples, como no caso de “Desculpa”, onde a simplicidade e a emoção são os destaques.

Florescer”, “Bem Lá”, “Vem no Grude”, “Sem Lágrimas” e o mais recente e polêmico “Teste Oral” são os refrescos do álbum para amantes de pop e videografia, lançando Marc Yann no cenário musical de forma independente, sem jabá e mostrando autenticidade em cada nota e verso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.