Benjamin Cano fala sobre padrões de beleza dentro da comunidade gay

0

Bem-sucedido e casado há 20 anos, o apresentador e empresário francês acredita que tudo isto não passe de uma ilusão

Independente de identificação de gênero ou orientação sexual, todos sofrem com padrões estéticos moldados pela sociedade. Mas pode acreditar: no mundo gay, essa cobrança pode ser maior e muito mais cruel do que entre os héteros.

Continua após as recomendações

O “padrãozinho”, como é chamado o gay jovem, branco e de classe média/alta, cuida minuciosamente da aparência e ainda ostenta o corpo sarado para milhares de seguidores no Instagram. Eles também seguem as mesmas tendências e frequentam locais da moda, sempre deixando tudo registrado em fotos, com milhares de curtidas.

Bem-sucedido e casado há décadas com Louis Plànes, o apresentador Benjamin Cano já fez essa autocobrança. Afinal, os gays já tão excluídos, que não querem se sentir fora da própria comunidade.

“Eu fiz muito isso até o momento que você entende que tudo isso é ilusão e burrice, porque um dia vc chega no 30 e depois no 40 e no 50”, disse o francês, que deu até uma dica:

“Gays de 20, não olhem para você. Eu entendi isso com 35, com meu desejo de ser pai. E eu por ser casado há 20 anos, eu nao estou focado nesse jogo de se ser malhado, sarado, pela seduçao do jogo gay, mas para mim mesmo”.

Hoje, Benjamin mantém hábitos saudáveis e cuidados com o corpo, mas para se sentir bem, e não para mostrar para os outros.

“Faço higiene de vida. Eu durmo muito cedo, 21h no máximo, estou dormindo. Acordo cedo, às 5 da manhã, minha comida é muita saudável e vegana, quando tenho tempo dependendo das fases da minha vida estou com personal ou não, eu eu uso e abuso de dermatologia”.

Benjamin se sente bem resolvido e em paz com o espelho, mas como todos sempre acha que algo pode ser mudado.

“Eu sempre acho que poderia melhorar algo. Eu sempre quis ter um corpo mais definido, um rosto mais cuidado”, pontua.

Mas isso não é nada que abale Benjamin ou que deixe ele frustrado. Pai de um menino de 3 anos, ele tem desejos muito maiores do que um corpo sarado.

“Realmente estou feliz. O bolo seria um programa na TV brasileira e a cereja no bolo seria um segundo filho. E férias !”, finaliza

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.