Paulo Dalagnoli, sucesso em ‘Gênesis’, da Record, destaca preparação e rotina de estudos

Publicidade

Paulo Dalagnoli, sucesso no papel do Arcanjo Miguel na novela ‘Gênesis’, da Record, está mergulhado no estudo das artes cênicas. O artista do casting da agente Ieda Ribeiro, da ID Actors, precisou se aprofundar para dar vida ao personagem bíblico. “Assisti a muitos filmes e me dediquei muito na leitura da Bíblia. Participei de palestras com o historiador Rodrigo Silva sobre a cultura e o comportamento dos povos naquela época. Embora eu faça um anjo, preciso saber sobre todos os personagens com quem interagirei. Também conversei com teólogos e recebi mais conhecimento sobre o meu personagem”, detalha.

Continua após as recomendações

Ampliar o repertório artístico sempre foi o foco de Paulo Dalagnoli. Depois de uma bem-sucedida carreira como modelo, por todo o Brasil, o catarinense logo se descobriu com a atuação. A estreia, também de sucesso, foi em 2014, em Malhação, da Globo. Nestes 7 anos, desde a primeira chance na TV, o artista se vê mais preparado para encarar qualquer personagem. “Malhação foi a minha primeira experiência em novelas, foi uma escola pra mim. Hoje me considero muito melhor preparado, tanto do ponto de vista profissional, como técnico”, conta.

Foto por: Fael Gregório

Paulo também enfrenta o desafio de superar a ‘desconfiança’ que cai sobre aqueles que trocam as passarelas pela frente das câmeras. Nesta missão, o ator conta com a ajuda de nomes importantes do cenário nacional. “Ultimamente vinha estudando no LAB com Alexandre Brito, porém devido a pandemia as aulas foram paralisadas. Tenho feito preparação com a Branca Temmer. Para me aperfeiçoar ainda mais como ator.”

Fugindo de rótulos de quem pode imaginá-lo somente como um galã passageiro, Paulo não esmorece e confia no sucesso nesta nova jornada profissional.

Foto por: Fael Gregório

“Encaro o rótulo de galã com naturalidade, mas vejo um fator limitante nele. Busco sempre novos desafios, justamente para não ter esse rótulo. Também acredito que os atores não podem ser julgados pela sua profissão anterior, visto que nem todos começam cedo a atuar, e em muitos dos casos precisam ter uma outra fonte de renda antes de se consolidarem na profissão. Portanto, não é a profissão anterior que define a qualidade de um ator, e sim a sua verdade cênica. Tem muitos modelos que estudam por muitos anos para ser ator. Na maioria dos casos isso não acontece de maneira rápida ou por acaso. Há sim anos de dedicação”, destaca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

REDES SOCIAIS

6,996FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
1,097SeguidoresSeguir

ÚLTIMAS POSTAGENS

Bhaskar une-se ao sueco Lucas Estrada em “Feel Your Love” pela Loud Kult

O DJ e produtor Bhaskar continuou a chamar a atenção da cena nacional em 2021 com seus sets e apresentações memoráveis. Mas além delas, o artista...

Paula Azzam abre o coração em novo single, “Pedaços”

Nesta sexta-feira, dia 14, a paulistana Paula Azzam chega com seu novo single, “Pedaços”, música que traz vulnerabilidade e que se mostra mais profunda, ao lado...

Amora aposta em “Ousadia” como segundo single em português

A cantora e compositora Amora lança, nesta sexta, dia 14, o single “Ousadia”, composição autoral que mescla sensualidade e poder feminino. Na próxima terça, dia 18,...