Um nocaute na homofobia e na depressão

Publicidade

Em plena terceira década do século XXI, o preconceito contra os homossexuais ainda é algo muito comum. Para superar o preconceito e tantos ataques sofridos são necessários uma boa dose de preparo, tanto físico quanto emocional.

Continua após as recomendações

Tais ataques podem ferir a alma, além de causar profundos estragos no corpo e no espírito. Vítima destas situações, o ator, cantor e influenciador Daylon Martineli revela que, para vencer essa situação, usa as aulas de defesa pessoal como uma grande aliada. “Por usar a bandeira LGBTQIA+ nas redes sociais, sou constantemente atacado com críticas homofóbicas”. Para piorar, as agressões provocaram tantos efeitos pesados sobre o jovem que até o levaram a uma profunda depressão.

Para reverter este quadro, Daylon resolveu se dedicar às aulas de boxe: “Praticar este tipo de luta para garantir minha defesa pessoal foi a forma encontrada para que eu pudesse me restabelecer e começar uma nova fase da minha vida. Estava sofrendo tanto que eu nutria a angústia de mais uma vítima da violência causada pela homofobia”, recorda.

Diante de tantos ataques, ele revela que começou a fazer aulas com um personal especializado. “Isso foi fundamental para recuperar minha disciplina, confiança e preparo físico. Foi o primeiro contato que tive de fato com a prática esportiva. Antes disso, já havia feito apenas dança antes, em uma escola de atores, mas apenas para atuar no teatro musical e nada além disso”, destaca.

Por outro lado, é importante observar que as aulas de defesa social requerem uma série de fatores, e não é tão simples quanto parece, reforça Daylon: “Naquele primeiro momento, aprendi os passos lentos, o déby, direto, o caminhar no ringue, as posições de boxe, a movimentação lateral, saída e entrada de golpe, a pular corda, dentre outros aspectos”. Ele detalha ainda que atualmente pratica o boxe todos os dias, com uma carga horária de duas horas diárias, e que tais aulas o ajudaram a curar plenamente todos os distúrbios psicológicos que enfrentou.

Divulgação

O segredo de tudo isso? A endorfina.

Ao conversar com seu médico, o ator pôde estudar e entender a razão da melhora do seu humor: o hormônio chamado endorfina. Hoje, ao pesquisar mais sobre o assunto, o jovem ator pôde entender como os efeitos dela foram primordiais para sua recuperação.

“A endorfina liberada com a atividade física é o hormônio responsável por promover a sensação de recompensa e bem-estar. Sua liberação acontece quando há um sentimento de prazer ligado à atividade física, gerando alívio e relaxamento. As catecolaminas são responsáveis pelo aumento da taxa metabólica, liberando glicose e ácidos graxos no sangue”, explica.

“Recuperado e renovado”, Daylon Martineli acredita que sua superação “é um exemplo de que a arte e o esporte transforma, transborda, e renova”, finaliza

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

REDES SOCIAIS

6,996FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
1,096SeguidoresSeguir

ÚLTIMAS POSTAGENS

Gênesis: Jesus aparece no rumo de Abraão e faz profecia para Sara

Logo após firmar uma parceria com Deus e alterar seu nome, Abraão (Zécarlos Machado) cruzará o caminho de Jesus (Dudu Azevedo) no meio do deserto em Gênesis...