quinta-feira , 29 fevereiro 2024
Ínicio Vida e Estilo Beleza A busca pela naturalidade: Por que mais pessoas estão optando por retirar o preenchimento facial? 
Beleza

A busca pela naturalidade: Por que mais pessoas estão optando por retirar o preenchimento facial? 

17

Nos últimos anos, temos presenciado uma crescente busca por tratamentos estéticos faciais, em especial o preenchimento para harmonização facial. No entanto, essa tendência parece estar mudando. Cada vez mais pessoas têm procurado a retirada dos preenchimentos. Mas, afinal, por que isso está acontecendo?

O preenchimento facial é um procedimento estético minimamente invasivo que consiste em injetar ácido hialurônico ou outras substâncias na pele para restaurar volume e melhorar a aparência facial. Ele é utilizado para tratar rugas e linhas de expressão, além de volumes perdidos na face, como bochechas e lábios.

A procura pelo preenchimento facial tem aumentado significativamente nos últimos anos, e isso se deve a vários fatores. Em primeiro lugar, a busca pela beleza e pela juventude eterna é uma realidade em nossa sociedade. Além disso, a popularização do uso de redes sociais e a cultura da imagem têm incentivado as pessoas a cuidarem mais da aparência. Por fim, o preenchimento facial é um procedimento relativamente rápido e seguro, com resultados imediatos e pouca ou nenhuma recuperação.

Porém, a busca excessiva pela aparência perfeita levou muitas pessoas a optarem por preenchimentos faciais em excesso, resultando em um efeito artificial ou desproporcional. Esse fenômeno tem sido chamado de “era de extravagância no uso de injetáveis”, e tem levado cada vez mais pessoas a procurarem a reversão do preenchimento facial.

É possível que você conheça alguém que tenha experimentado preenchimentos faciais à base de ácido hialurônico, já que se tornaram um recurso popular em procedimentos estéticos, oferecidos para diversos fins. “No entanto, o uso excessivo desses procedimentos tem criado uma geração de pessoas com aparência artificial, sem expressão e sem identidade, que não parecem humanas, mas também não apresentam rugas. A tendência da harmonização facial, infelizmente, acabou gerando uma “demonização facial”, levando muitas pessoas a apresentarem o que é conhecido como “pillow face”, ou seja, um rosto que parece ter sido preenchido com almofadas”. Destaca a médica especialista em dermatologia e diretora da clínica Adones, Dra. Kelly Pico.

As reversões do preenchimento estão aumentando em uma espécie de reação à era de extravagância no uso de injetáveis. Essa corrida pelo “esvaziamento” acontece de forma progressiva. No Brasil, alguns famosos, modelos, cantores e influencers já optaram pela reversão de preenchimentos.

A retirada do preenchimento facial pode ser realizada de diversas maneiras, dependendo do tipo de preenchimento e da área tratada. Em geral, o processo envolve a aplicação de uma substância que dissolve o ácido hialurônico ou a realização de uma cirurgia para retirar o material.

“É importante ressaltar que a retirada do preenchimento facial é um procedimento mais complexo do que a aplicação. Por isso, é fundamental procurar um profissional qualificado e experiente para realizar o procedimento”. Comenta Kelly Pico.

Vale considerar e analisar alguns fatores antes de optar pelo preenchimento facial. Em primeiro lugar, é fundamental realizar uma avaliação médica completa para verificar se você é um candidato adequado ao procedimento. Além disso, é importante escolher um profissional qualificado e experiente para realizar o procedimento.

“Em vez de buscar a retirada do preenchimento facial, é possível optar por outras técnicas que ajudam a melhorar a qualidade da pele e reduzir a flacidez. Um exemplo é o uso de bioestimuladores injetáveis, que ajudam a promover a produção de colágeno e melhorar a aparência da pele. Essa técnica pode ser combinada com o ultrassom microfocado, que ajuda a promover o skin tightening, ou seja, o aperto da pele com o músculo, deixando-a mais firme”. Indica a Dra. Kelly Pico.

Portanto, o melhor conselho é escolher bem o profissional, verificando questões como certificação, conhecimento, experiência, focado na segurança e disposição para dizer “não”. Em seguida, adote uma mentalidade de menos é mais. É importante ter expectativas realistas e entender que o preenchimento facial não é uma solução permanente para a aparência facial.

Mais Sobre Dra. Kelly Pico: CRM – 97978

  • Especialista em dermatologia estética.
  • Com mais de 22 anos de experiência na medicina.
  • Kelly Pico é formada pela Faculdade de Medicina ABC.
  • Pós graduação em Medicina Estética e Medicina Preventiva

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Relacionadas

Fotos de Giovanna Antonelli com a nova cor, destacando o brilho e a luminosidade dos cabelos.

Giovanna Antonelli revela o segredo para cabelos brilhantes e luminosos com a nova Koleston Brilho Infinito

A atriz Giovanna Antonelli, embaixadora da marca Koleston, apresenta a nova coleção...

Unhas em gel são resistentes, mas não inquebráveis

Recentemente, observou-se um notável crescimento na preferência por unhas de gel, uma...

Saiba como escolher a técnica ideal para unhas longas e resistentes

Nos últimos anos, as unhas longas têm se destacado como uma tendência...

Detox pós-festa: saiba como realizar a skincare correta após curtir os bloquinhos

Com a temporada de shows, festivais e bloquinhos de Carnaval chegando, é...