quinta-feira , 22 fevereiro 2024
Ínicio Destaque Afinal, Bolsonaro pode ser preso nos próximos dias?
DestaqueNotícias

Afinal, Bolsonaro pode ser preso nos próximos dias?

18

Nos últimos dias, as investigações da Polícia Federal sobre os atos golpistas de 8 de Janeiro e sobre o esquema de venda de joias do governo brasileiro no exterior aumentaram os rumores de uma possível prisão do ex-presidente Jair Bolsonaro. Essas suspeitas foram fortalecidas nesta quinta-feira pelo depoimento do hacker Walter Delgatti Neto na CPMI e pela afirmação do criminalista Cezar Bittencourt, de que seu cliente, o ajudante de ordens Mauro Cid, confessaria sua participação no esquema e afirmaria que agiu cumprindo ordens de Bolsonaro.

A jurista e mestre em Direito Penal Jacqueline Valles explica que a prisão preventiva, antes do trânsito em julgado, se justifica se alguns elementos estiverem comprovados. “Precisaria ficar claro que o acusado tumultua a investigação, não pretende colaborar com instrução criminal, está coagindo testemunhas ou que planeja fugir do país. Esses elementos precisam ser reais e precisam estar devidamente comprovados”, explica.

Jacqueline acredita que não há chance, de acordo com os elementos das investigações que vêm sendo divulgados pela imprensa, de ser decretada a prisão preventiva neste momento. “Nós temos um dispositivo muito claro no Código de Processo Penal que, mesmo diante de todos elementos que a pessoa é culpada, não há que se decretar a prisão preventiva para antecipação de pena”, afirma.

A advogada criminalista, no entanto, não descarta a prisão do ex-presidente caso haja mudanças no comportamento dele em relação aos processos. “Uma preventiva, nesse caso, dependerá da forma com que o ex-presidente vai agir diante do avanço das investigações. Se ele ameaçar testemunhas, tentar burlar provas, esconder documentos ou planejar uma fuga, aí sim há justificativa para a decretação da preventiva nos termos da lei”, acrescenta.

Caso o comportamento do investigado não mude e ele permaneça colaborando com as investigações, sua prisão pode demorar anos até a condenação em última instância.

A jurista explica que não há, por enquanto, nem elementos para apreender o passaporte de Bolsonaro ou aplicar outra medida cautelar diversa da prisão. “A Justiça não pode agir com base em um exercício de futurismo. É preciso ter os requisitos mínimos para isso”, completa.

Escrito por
Atitude e Visão - Redação

A Atitude e Visão destaca-se na produção diária de notícias, buscando incessantemente histórias inéditas. Jornalistas experientes asseguram confiabilidade e excelência, mantendo um comprometimento firme com um código de conduta e padrão editorial sólido.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Relacionadas

Tião Galinha em Renascer: destino trágico se repete no remake

A novela “Renascer” está de volta com novos personagens e histórias emocionantes....

Final, a hipocrisia de Salma é finalmente exposta em Minha Fortuna é Te Amar

Na novela mexicana “Minha Fortuna é Te Amar”, Salma (Lisset), uma mulher...

Xamã em Renascer: Damião encontra redenção ou tragédia? Descubra o destino do jagunço

Na novela Renascer, Damião (Xamã), emerge de maneira enigmática na pequena vila,...

Minha Fortuna é Te Amar: Andreia entra em trabalho de parto e Omar desmaia na hora H

Em Minha Fortuna é Te Amar, novela das tardes do SBT ,...