Trace Trends

Em 2020, a população negra, que há tempos usa a voz para dar visibilidade à problemática do racismo, teve vez com o exponencial alcance do debate antirracista. Neste ano, a produção de conteúdo preta parece ter alçado voo no tão concorrido, e pouco diverso, mercado de entretenimento, mostrando talento e qualidade para falar dos mais variados assuntos, em diferentes formatos. De programas de entrevistas na TV e no YouTube a produções multiplataformas, confira uma lista de nomes e projetos pretos que vale a pena ficar de olho.

Continua após as recomendações

Entrevistas

O  número de programas de entrevistas com apresentação e protagonismo preto também cresceu nos últimos anos e vale destacar o recém-lançado  The Very Black Talk Show, apresentado por Guvena, no YouTube. A segunda temporada, com estreia marcada em 29 de janeiro, terá a participação de Axxell Oliveira e Ellen Oléria.

Na mesma plataforma, Luana Génot, fundadora do ID_BR, apresenta o Sexta Black, série de entrevistas, dividida em cinco episódios, no canal da GNT. Os atores Helio de La Penã e Rafael Infante já passaram pelo programa. Tem ainda a quarta temporada do Guia Negro Entrevista, projeto do jonalista e escritor Guilherms Soares Dias, exibido atualmente no Catraca Livre, e o Trace Trends, que completou seu primeiro ano na grade da Rede TV!, em novembro, com apresentação de Alberto Pereira Junior e Ad Junior, veiculado também no canal a cabo Trace Brazuca (Vivo 636 e Claro 624).

Televisão

Um lançamento que marcou 2020 foi a chegada do canal a cabo Trace Brazuca, no Brasil. Com 24 horas de programação dedicada à cultura afrourbana, além de uma seleção especial de filmes, documentários e shows, o canal deu início a uma parceria com a TVE Bahia, maior TV focada em cultura afro da Bahia, que promete aumentar o alcance da cultura negra no Brasil e no mundo, por meio de um crossover entre programas e conteúdos exclusivos, que deve impactar 10 milhões de pessoas.

A Lab Fantasma TV também chegou esse ano, abrindo espaço para a música e cultura negra, na plataforma de streaming Twitch, que ficou ainda mais famosa durante a pandemia. Além do próprio Emicida comandando um programa, a Lab TV tem o rapper Rashid, Monique Evelle, DJ Nyack e as cantoras Céu e Drik Barbosa como apresentadores.

Streaming

A série Afronta! entrou no Top 10 do catálogo da Netflix logo na estreia. Dirigida e  roteirizada pela cineata Juliana Vicente – premiada em Cannes, a produção lança luz sobre a juventude negra brasilera na música, na moda e em outros segmentos, e mostra que os negros estão brilhando também atrás das câmeras.

Já no Globoplay, a rapper, historiadora e escritora Preta Rara apresenta o programa multiplataforma Talk Five, com participação do elenco principal da série “As Five”. Com edições semanais ao vivo e abertas para não assinantes, a atração traz as atrizes comentando sobre o episódio mais recente disponibilizado na plataforma.

Também merecem destaque os trabalhos da multipremiada cineasta Sabrina Fidalgo, como Alfazema, Rainha e Black Berlim. Seus filmes já foram exibidos em mais de 300 festivais no mundo e, em  2018, ela foi eleita pela publicação americana BUSTLE a oitava cineasta mais promissora do mundo, em uma lista com 36 diretoras internacionais

DEIXE SEU COMENTÁRIO