Rubah canta a liberdade em momentos difíceis em EP que vai além do rock que marca seu trabalho

0
Gostou? Compartilhe

“Libertad” traz versões de músicas de grandes nomes da música mexicana, argentina, italiana e cubana

Em tempos difíceis, a arte sempre foi um caminho para reinvenção e forças para superação. Pensando nisso, Rubah une rock, punk e hardcore em canções de diversos lugares do mundo que cantam isso no EP “Libertad”, já disponível em todas as plataformas de música digital.

Totalmente produzido em quarentena, o trabalho reúne versões para canções de Lucio Battisti (Itália), Rodrigo Gonzalez (México), Silvio Rodriguez (Cuba) e a banda La Renga (Argentina) e quer apresentar uma nova faceta de Rubah.

“São músicas que compõem o meu gosto musical para além do rock, do punk e do hardcore. Gosto muito delas em suas versões originais, e estes artistas têm em comum a rebeldia, a estética inovadora e a liberdade como princípio. O resultado me surpreendeu no sentido de que percebi no final uma influência do rock, blues e indie rock dos anos 70 que não percebia no cotidiano”, explica ele.

Rubah é o nome artístico do escritor, compositor, guitarrista e músico mineiro Edgard Leite de Oliveira. O novo batismo veio como um apelido dado por uma amiga iraniana que disse que ele teria o rosto de Rubah. Essa é uma palavra usada em alguns países da África e da Ásia referindo-se a lobo, cão de caça. Essa imagem de força, de algo global e sem fronteiras se reflete no som do artista, que liga o rock com raízes da cultura latino-americana

Rubah foi vocalista e fundador da banda MISERICORE no fim dos anos 90,  onde gravou os discos “Cidadão Perfeito” (2001) e “Misericore” (2004). Ele também foi vocalista e fundador da banda M.E.KA. e baixista da banda DOPS de 2012 a 2015, gravando diversos trabalhos.

Toda essa experiência acumulada se refletiu em sua carreira solo, iniciada em 2019. A músicas tiveram voz, baixo e guitarra gravados no estúdio Delirio Graba em Buenos Aires, dividindo a direção musical com Ivan Caplan, produtor reconhecido pelos grandes trabalhos no rock argentino.

Apresentadas no EP “Encruzilhada”, as canções apresentam uma inquietação artística e sonora com a contemporaneidade e a modernidade, na tentativa de expressar sentimentos latino americanos. Essa estética se amplia no segundo EP do artista, “Libertad”.

“Este trabalho tem o grande desafio de colocar minha identidade musical,  em canções que gosto do ponto de vista harmônico, estético, histórico, das letras e trazer uma homenagem aos trabalhadores dos países onde foram compostas como forma de mensagem positiva – que apesar deste momento ruim, estamos vivos e seremos melhores no futuro. Um baita desafio”, conclui ele.

A busca por uma visão global de problemas pessoais que nos tornam humanos é parte da alma do trabalho de Rubah. Com produção do artista e mixagem e masterização de Jorge Guerreiro, “Libertad” está disponível em todos os serviços de streaming de música.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.