Saiba tudo sobre o final de Quando Me Apaixono

0

No último capítulo de Quando Me Apaixono (Sbt) Roberta (Jessica Coch)Josefina (Rocío Banquells) por cima do ombro de Renata (Silvia Navarro) e se vira bem a tempo! Roberta recebe um tiro nas costas que era para ser em Renata. Roberta cai no chão e todos começam a gritar. Josefina está em choque absoluto e não luta quando Jerônimo (Juan Soler) e Matias (José Ron) a retiram seu disfarce. Renata segura Roberta ferida nos braços enquanto Gonçalo (René Casados) embala a cabeça de Roberta e Renata grita para alguém chamar uma ambulância. Josefina salta de repente e corre para o lado da filha. “Por que, porque, Roberta ?!” Josefina chora. “A bala não era para você!”

Continua após as recomendações

Um filete de sangue escapa do canto da boca de Roberta enquanto ela luta com suas últimas palavras. “Você me magoou desde que nasci. Seu amor me matou.” Josefina chora que tudo o que ela fez foi por Roberta. “Você tirou tudo de mim, até o amor de Renata.” Roberta soluça e depois olha nos olhos da irmã. “Por favor, Renata, me perdoe!” Renata implora que Roberta não diga essas coisas. “Eu teria feito o mesmo por você!” Renata diz.

“Renata, eu te odiava porque não sabia como te amar.” Roberta chora. Flashes da vida de Roberta se repetem e nos provam que é verdade. Desde que Roberta era criança, Josefina a envenenou contra Renata. Roberta implora por perdão uma última vez antes de seus olhos se fecharem e ela ficar inerte nos braços de Renata. Josefina embala o corpo da filha enquanto Renata soluça e Gonçalo encara a distância com pesar. Todos os Monterrubios se aglomeram em choque e em lágrimas.

Final de Robeta em Quando Me Apaixono

Josefina perde a compostura e implora para a filha acordar. “Josefina pagou por seus pecados da pior maneira”, diz Honório. “Ela perdeu sua filha, a única pessoa que ela amou, por suas próprias mãos.”

“NÃO!” Josefina grita desesperadamente para o céu.

Meses Depois:

Josefina se encolhe no canto de uma cela acolchoada, arrulhando para uma boneca em seus braços. Um médico diz a Gonçalo e Regina que Josefina não saiu do estado de choque e provavelmente nunca se recuperará de tamanha tragédia. Gonçalo dá uma última olhada em Josefina e se despede de vez. Josefina chora ao lembrar de todas as coisas horríveis que fez.

Em outro lugar, Honório e Constanza dão um passeio juntos. Ela é a mulher mais feliz do mundo e Honório também não poderia estar mais feliz. Boas e más lembranças do replay passado e está claro que os dois vão continuar a superar as adversidades juntos. Se beijam!

Na fazenda A Bonita, Carlos e Jerônimo remexem no laboratório elaborando o vinho perfeito. Lá dentro, Manuela e Matilde (Grettel Valdez) ajudam a montar um berço decorado em tons de azul. Renata vai ter um menino que se chamará Rafael. As senhoras conversam alegremente até que a bolsa de Renata rompe inesperadamente. Renata está preocupada porque é dois meses muito cedo, mas as senhoras a tranquilizam enquanto a ajudam a entrar no carro.

Jerônimo e Carlos ensinam a Aníbal como funciona o negócio do vinho. Matilde se apressa para dar a notícia de Renata a Jerônimo e os rapazes saem correndo. Enquanto isso, Padre e Antonio levam Marina ao hospital porque ela também entrou em trabalho de parto.

Carlos e Matilde levam Jerônimo e Renata ao hospital. António liga para o celular de Jerônimo para dizer que Marina também entrou em trabalho de parto. “A história está se repetindo!” Renata diz. “Minha irmã e eu nascemos no mesmo dia e no mesmo lugar.” Jerônimo faz o possível para confortar Renata durante a dor.

No hospital, Jerônimo está ao lado de Renata enquanto o bebê Rafael nasce feliz e saudável, ainda que dois meses antes. A família feliz dá as boas-vindas ao filho ao mundo.

Do outro lado do corredor, Marina está passando por momentos difíceis e eles precisam realizar uma cesariana de emergência. Os bebês estão sofrendo. Uma enfermeira vem buscar Jerônimo que deixa Renata para ter algum tempo de ligação de qualidade com seu bebê.

O médico diz a Jerônimo que está preocupado com o estado de Marina. Os bebês provavelmente ficarão bem, mas o corpo de Marina está absorvendo o fluido amniótico; o fluido contaminou seus pulmões e pode causar o colapso.

Renata conversa satisfeita com Matilde e Carlos. O bebê Rafael está seguro em uma incubadora. Carlos pondera que deve ser maravilhoso ser pai. Matilde concorda e não vê a hora de fazer filhos com Carlos. Gonçalo e Regina ligam e Renata diz que são oficialmente avós.

Jerônimo murmura sobre suas filhas gêmeas quando Marina acorda. Ela chora ao segurar os dois, mas de repente tem dificuldade para respirar. Marina pede para falar com Renata o quanto antes.

Jerônimo não perde tempo em pegar uma cadeira de rodas para Renata e levá-la para o quarto de Marina. Renata segura a mão de Marina e tenta tranquilizá-la de que tudo ficará bem. Infelizmente, Marina é médica e sabe exatamente o que está acontecendo com ela. Marina pede a Renata que cuide de suas filhas. “Você pode se tornar sua mãe. Ame-as como se fossem suas próprias filhas.”

Jerônimo e Renata continuam negando firmemente que Marina esteja morrendo, mas ela é persistente. “Eu gostaria que fosse verdade que eu iria viver. Eu teria adorado criar minhas filhas e vê-las crescer. Pelo menos você terá o privilégio de ser mãe, Renata. Eu farei parte do passado delas, Jerônimo, mas você e Renata são o futuro delas. Eu nunca encontraria mãos melhores para deixá-los. ” Todos choram. Renata promete de todo o coração amar e cuidar das filhas de Marina.

Jerônimo acaricia o cabelo de Marina enquanto ela começa a desvanecer. “Jerônimo você foi o amor da minha vida. Você me deu o presente mais lindo do mundo ao me fazer mãe. Cuide deles e os proteja.” Jerônimo jura por sua vida que suas filhas saberão o quanto sua mãe as amava. A última coisa que Marina pede é que um dos bebês receba o nome dela e o outro Irene o nome da própria mãe de Marina.

Jerônimo e Renata soluçam ao prometer atender aos pedidos de Marina. Os três se dão as mãos enquanto Marina morre em paz. Renata e Jerônimo imploram a Marina que não morra.

Em um hospital psiquiátrico. Josefina caminha pelo pátio e tem uma visão de Roberta, parecendo fantasmagórica em um vestido cor de amora. “Eu pensei que você estava morta!” Josefina diz. “Eu não morri. Você me matou.” o fantasma de Roberta diz

Flashes de fração de segundo da morte de Roberta aparecem. “Claro que você me matou. Seu ódio por Renata finalmente acabou me destruindo.” Josefina guincha que só queria o melhor para a filha. “O amor é a melhor coisa do mundo, mamãe, mas você nunca soube amar. Graças a Deus me arrependi antes de morrer; fez toda a diferença porque estou em paz longe de você. Gonçalo, Regina e o amor de Renata me salvou. Você e eu nunca iremos nos reunir novamente. “

Josefina chora que nunca vai deixar Roberta, mas Roberta continua forte. “Eu paguei minhas dívidas. Você não tem mais o poder de controlar minha vida ou minha alma. Você foi o arquiteto de seu próprio destino.” Roberta chora ao se despedir de sua mãe pela última vez. Josefina implora a Roberta para não ir e tenta abraçá-la, mas Roberta se desmancha antes que Josefina possa tocá-la.

Josefina é deixada vagando, chorando e gritando por Roberta enquanto vozes sinistras zumbem ao fundo. Ela grita e delira até que as enfermeiras venham para sedá-la. Josefina permanecerá no hospital, e sofrerá viva com pesar e culpa até o dia de sua morte.

Gonçalo, Constanza e Honório conversam em um café e são acompanhados por Matias e Adriana. Acabaram de chegar do consultório e têm uma ótima notícia: vão ter um filho! Gonçalo, Constanza e Honorário estão fora de si de felicidade.

“É o início de uma nova geração de Monterrubios!” Gonçalo exclama. Adriana tem orgulho de se considerar parte da família. Todos comemoram sua boa sorte.

Anos Depois

Anos depois, em a Bonita, Rafael se tornou um garotinho lindo e as gêmeas idênticas Marina e Irene são igualmente adoráveis. Renata se junta a eles na sala de estar com uma menina nos braços (que suponho que se chame Regina).

A avó Regina ajuda a brincar com as crianças porque eles estão tendo uma grande encontro de família na Feira do Vinho (La Feria del Vino, o mesmo adorável festival onde Renata e Jerônimo pisaram uvas juntos anos antes). Renata está duplamente animada porque Jerônimo vai apresentar seu novo vinho: San Rafael, em homenagem ao filho.

O festival está a todo vapor e absolutamente todos estão lá para comemorar. Gonçalo chega com Honório e Constanza, que estão com os netos. Honório segura a mão de sua neta enquanto Constanza segura seu neto bebê.

Adriana e Matias caminham com eles orgulhosos. Constanza comenta sobre o status de Gonçalo como um avô incrível porque ele tem cinco netos de Renata e Jerônimo e dois de Matias e Adriana. Gonçalo está feliz por ter sete netos saudáveis ​​e felizes. Honório admite que nunca imaginou como seria maravilhoso ter netos. Ele é louco por eles!

Inês e Isidro batem papo no bar e Andrezinho se tornou um jovem de uma beleza arrojada. Isidro desgasta Inês para permitir que Andre tome uma taça de vinho. Inês fala com entusiasmo para Constanza sobre como ela está orgulhosa de André; ele vai para a faculdade de medicina no ano que vem para ajudar crianças com câncer que estão passando pelo que ele passou.

Mais convidados à festa: Alzira (em um atraente vestido laranja) com o jovem Luz a reboque, Lázaro e Karina com um filho a cara de Lázaro e Matilde com uma criança adormecida nos braços.

Carlos, Jerônimo, Aníbal e Alisson esperam ansiosos em sua mesa pelos juízes da degustação de vinhos. Alguns caras de aparência assustadora em ternos fazem todos os tipos de coisas pretensiosas com a amostra de Jerônimo e depois seguem em frente.

Renata e seus filhos chegam e Jerônimo não perde tempo em banhar a todos com amor. O resultado do julgamento de vinhos é o seguinte: o vencedor é Vino San Rafael da A Fazenda a Bonita! Aplausos explodem quando Jerônimo, Lázaro e Carlos sobem no palco para receber o prêmio.

Jerônimo agradece aos jurados o reconhecimento e dedica o prêmio à memória de seu irmão Rafael. Sem ele, Jerônimo nunca teria vindo viver em uma terra tão abençoada. Clipes da infância de Jerônimo e Rafa brincando enquanto Jerônimo continua seu discurso. Graças a Rafael, Jerônimo encontrou o amor de sua vida. “Esta sou eu!” Renata grita da multidão.

Jerônimo agradece a todos os trabalhadores da fazenda, especialmente seus grandes amigos e colegas de trabalho Carlos e Lázaro. “Eu amei meu irmão e amei os sonhos dele. Vamos defender sua terra e todas as suas ideias. Isso é para você, Rafa!”

Terminada a festa, Renata e Jerônimo passam um precioso tempo no campo com os filhos. Cada um deles elegantemente vestido com roupas brancas tradicionais, eles pisam uvas juntos como uma família alegre e unida.

Quando sua história de amor chega ao fim, Renata e Jerônimo ficam sozinhos na cova da uva ao pôr do sol. A música-tema toca triunfantemente ao fundo.

Renata e Jerônimo

“Você é a soma de todos os meus sonhos”, diz Jerônimo. “Obrigado por me fazer sentir o que eu nunca havia sentido antes. Estou muito mais apaixonado por você do que no primeiro dia em que te conheci.”

“E eu com você.” Renata concorda.

“Por quê?” Jerônimo Pergunta.

“Porque quando eu me apaixono, o tempo para” Eles dizem em uníssono.

Renata e Jerônimo se beijam apaixonadamente diante do glorioso sol poente enquanto nos despedimos de uma história bem contada. FIM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.