Protagonista de “Sabrina”, Kiernan Shipka, não gostou do final da série

Publicidade

“O Mundo Sombrio Sabrina” chegou ao fim após quatro temporadas, e foi uma viagem bastante selvagem. Agora que os fãs tiveram a chance de ver o final da série, muitos estão processando a virada inesperada dos eventos que o episódio conteve e a estrela Kiernan Shipka também deu sua opinião sobre o final.

Aqueles que viram o final onde Sabrina foi sacrificada para salvar pessoas presas no Vazio e acabar com o Vazio acidentalmente trazido de uma vez por todas, e enquanto ela pudesse viver sua vida em paz na vida após a morte.

“Fiquei muito surpresa. Acho que ela tinha a mesma mentalidade de todo mundo, que a Sabrina não pode morrer. Essa é Sabrina. Não pode morrer. E então pensei: ‘Oh, não há mais páginas. Acho que é isso “, disse Shipka ao ET. “Mas é um final dramático.”

“Eu acho que me atingiu bastante emocionalmente. Não é fácil terminar a digestão. Há muito significado e impacto por trás disso e como desejamos interpretar isso. Mas, acima de tudo, fiquei completamente chocada ”, disse Shipka.

“Espero que outras pessoas sintam que não é o fim de Sabrina, mas apenas a próxima fase de qualquer tipo de vida louca ou além que ela possa levar. Tudo é possível no mundo de Sabrina ”, disse Shipka. Então é aí que me sento. Espero que ela volte ”.

O final foi um de quatro finais diferentes escritos para a quarta temporada, já que os roteiristas não sabiam se essa seria, ou não, a última temporada.

A quarta temporada de “O Mundo Sombrio de Sabrina” já está disponível na Netflix .

Siga o Atitude E Visão nas redes sociais:

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Relacionados

Útimas Noticias

Resumo novela A Viagem: capítulos de 21/06 a 03/07/2021

A Viagem, foi ao ar originalmente em 1994, na Globo. A trama mostra a jornada pós-morte de Alexandre (Guilherme Fontes), Diná (Christiane Torloni) e...