Após revelação sobre sequestro do seu filho, Maria pede explicações a Bernarda

Publicidade

Nos últimos capítulos de Triunfo do Amor (SBT), Fausto (Juan Carlos Franzoni) revelará para Maria Desamparada (Maite Perroni) os crimes cruéis de Bernarda (Daniela Romo) . Além disso, o rapaz contará sobre o sequestro do pequeno João Paulo, e afirmará que foi a beata quem o roubou. A mocinha dirá para Max (William Levy), e logo em seguida vai na casa da avó tirar satisfação com ela.

Com um sarcasmo arrogante, Bernarda vomita mentiras venenosas e distorções destinadas a fazer María duvidar da verdade sobre a história de seus pais e os crimes dela. María aguenta firme.

Maria acaba chamando Vitória de mãe. A mocinha chega chamando o Padre João Paulo (Diego Olivera) de pai e isso deixa a vilã revoltada.

No discurso de Bernarda, chamar um padre de “pai” é heresia, Maria rebate que, quando foi concebida: “Meu pai era apenas um estudante do seminário e não tinha feito os votos.”

Quando Bernarda zomba de María por sua ingenuidade e diz que Vitória a está manipulando como uma marionete, María responde: “A única manipuladora aqui é você!”

A pretensão de afeto de Bernarda, diz María, impedia-a de ver o tipo de mulher que ela realmente é Malvada e perversa.

Bernarda finge inocência ferida e pergunta de onde vieram as acusações. Maria afirma que foi Fausto que contou a ela toda a história.

Bernarda, destemida por uma coisinha parecida com a verdade, discursa sobre sua autoridade concedida por Deus para punir pecadores. “Ela é Bernarda de Itavera, Mãe de um Sacerdote, e seu filho é praticamente um santo. E agora que Maria carrega o orgulhoso apelido Itavera, é melhor ela se certificar de que seu comportamento esteja à altura dele.”

Maite Perroni como Maria Desamparada

María diz que não tem intenção de mudar seu comportamento e pergunta por que deveria. Pois ela nunca machucou ninguém. Quanto a avó, a lista de seus crimes é enorme. Para começar, foi ela quem atropelou María e Vitoria (Victoria Ruffo). É por isso que Vitória perdeu sua filha. É por isso que María cresceu em um orfanato.

Bernarda usa o que ouviu no armazém infestado de ratos e o que viu e observou no filme adulterado de Guilherme (Guillermo García Cantú)
para desafiar a verdade da história de Vitória. Ela até acusa Vitória de organizar o sequestro de mãe e filha apenas para que ela pudesse parecer uma heroína quando fosse resgatar María.

Por fim, Maria Desamparada conecta os pontos: “Como você sabe o que Vitória me disse quando ela e eu estávamos sozinhos?”

“É disso que estou falando”, insiste a vilã. “O que ela disse a você foi o mesmo velho mentiras. Como eu disse, repita uma mentira com frequência e ela se tornará a verdade”. María e Bernarda se olham e a dúvida é plantada.

“Escuta senhora”, diz María. “Não estou aqui para falar de você, de mim ou de Vitória. Estou aqui para fazer uma pergunta: Por que você roubou meu filho?”

Essa pergunta desencadeia outro discurso de Bernarda que culmina em um desafio gritado: “Que motivo eu poderia ter para roubar meu próprio bisneto?”

” Isso”, diz Maria, “é o que eu quero saber. Por que estão mentindo? Por que você não assume a responsabilidade pelo que fez? Como você pode viver consigo mesmo depois de todo o mal que causou?”

A sempre magnânima Bernarda fica disposta a ignorar o que sua neta acabou de dizer. Ela então diz que obviamente, María está confusa. E deve ser um inferno trabalhar para Vitória. Bernarda então pede que a neta venha trabalhar com ela e que irá tratá-la como uma rainha!

Maria afirma que não vai trair a Casa Victoria nem voltar atrás em sua palavra. Ela então sai e deixa Bernarda sozinha com apenas sua cruz peitoral para lhe fazer companhia.

Siga o Atitude E Visão nas redes sociais:

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Relacionados

Útimas Noticias

Resumo novela A Viagem: capítulos de 21/06 a 03/07/2021

A Viagem, foi ao ar originalmente em 1994, na Globo. A trama mostra a jornada pós-morte de Alexandre (Guilherme Fontes), Diná (Christiane Torloni) e...